Leia também:
X Queiroga fala em “tirar de uma vez por todas as máscaras”

CPI quer indiciar Bolsonaro por ‘charlatanismo’ na pandemia

Cúpula entendeu que presidente cometeu crime ao defender ivermectina

Gabriela Doria - 11/08/2021 15h14 | atualizado em 12/08/2021 21h11

Presidente Jair Bolsonaro Foto: PR/Marcos Corrêa

A CPI da Covid-19 decidiu nesta quarta-feira (11) que irá solicitar ao Ministério Público Federal o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro pelos crimes de curandeirismo, charlatanismo, de epidemia e de publicidade enganosa.

A decisão foi tomada após reunião entre o presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), o vice-presidente, Randolfe Rodrigues, e o relator, Renan Calheiros (MDB-AL).

Segundo Calheiros, a cúpula da comissão chegou a esta decisão após o depoimento do diretor da farmacêutica Vitamedic, Jailton Barbosa.

Por causa disso, a cúpula da CPI entendeu que o presidente, por ter defendido o uso do medicamento em algumas ocasiões, deve ser responsabilizado. Para isto, os senadores reuniram sete vídeos em que Bolsonaro aparece elogiando o remédio, incluindo lives, conversas com apoiadores e discursos. Os fabricantes da ivermectina também serão enquadrados.

Leia também1 Vitamedic confirma aumento de 600% em vendas de ivermectina
2 Bolsonaro: Hackers desviaram 12 milhões de votos meus em 2018
3 "Eleição se toma": Barroso diz que vídeo foi tirado de contexto
4 Bolsonaro: Enquanto vivo for, o voto auditável é nossa bandeira
5 Queiroga fala em "tirar de uma vez por todas as máscaras"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.