Leia também:
X Tarcísio: “Maior leilão rodoviário do Brasil foi aprovado pelo TCU”

CPI da Covid vai votar pedido de afastamento de Mayra Pinheiro

Colegiado também definirá na semana que vem o possível bloqueio de bens da Precisa Medicamentos

Paulo Moura - 29/07/2021 11h53 | atualizado em 29/07/2021 12h24

Mayra Pinheiro em depoimento na CPI da Covid Foto: Agência Senado/Jefferson Rudy

A CPI da Covid deve votar, em seu retorno na próxima semana, requerimentos que incluem pedidos de afastamento da secretária de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, e de bloqueio de bens da Precisa Medicamentos e da Global, ambas do empresário Francisco Maximiano.

A informação foi confirmada pelo presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), à coluna de Igor Gadelha, do site Metrópoles. De acordo com o parlamentar, a votação dos requerimentos foi acertada em reunião virtual do grupo majoritário da CPI, o chamado G7, na noite de quarta-feira (28).

A comissão retoma seus trabalhos na próxima terça-feira (3), quando o reverendo Amilton Gomes de Paula, presidente da Secretaria Nacional de Assuntos Humanitários (Senah), irá depor. Na quarta (4), será a vez da CPI ouvir o próprio Maximiano. Na quinta-feira (5), está previsto o depoimento de Túlio Silveira, advogado da Precisa.

A relação entre Mayra e o colegiado está atualmente nas vias judiciais por conta do vazamento de dados pessoais da médica e da postura dos senadores da CPI contra ela em seu depoimento realizado no dia 25 de maio deste ano. Em uma das ações, protocolada na Justiça do Distrito Federal, Mayra pede uma indenização de R$ 100 mil por danos morais causados a ela pelo senador Omar Aziz.

Leia também1 Tarcísio: "Maior leilão rodoviário do Brasil foi aprovado pelo TCU"
2 É obrigação saber que Bolsonaro é o governo do povo, diz cientista político
3 Pedidos de seguro-desemprego caem 21% no primeiro semestre
4 Doria é condenado a pagar R$ 190 mil por violar direito autoral
5 Justiça penhora bens de André Gonçalves por dívida de pensão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.