Leia também:
X Queiroga nega narrativa de falta de vacina no Brasil: “Há excesso”

CPI aprova convocação de Ana Cristina, ex-esposa de Bolsonaro

Parlamentares querem apurar a relação da mãe de Jair Renan com um lobista

Henrique Gimenes - 15/09/2021 15h44 | atualizado em 15/09/2021 16h35

Jair Renan e Ana Cristina Valle Foto: Reprodução/Redes Sociais

Nesta quarta-feira (15), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid aprovou a convocação de Ana Cristina Valle, ex-esposa do presidente Jair Bolsonaro. Ela é mãe do quarto filho de Bolsonaro, Jair Renan.

O nome de Ana Cristina apareceu em mensagens obtidas pelos parlamentares que a relacionariam ao lobista Marconny Faria. Para integrantes da CPI, a ex-esposa de Bolsonaro teria exercido alguma influência para nomear Leonardo Cardoso de Magalhães ao cargo de defensor público-geral da União.

O requerimento de convocação da ex-esposa de Bolsonaro foi apresentado pelo senador Alessandro Vieira

– Como se sabe, o senhor Marconny Faria atuou como lobista da empresa Precisa Medicamentos, investigada pela CPI da Pandemia em razão de irregularidades na negociação de compra da vacina Covaxin, de modo que a sua relação próxima com a ex-esposa do senhor Jair Bolsonaro deve ser amplamente esclarecida, com vistas a examinar potencial atuação ilícita de ambos no contexto da pandemia – apontou o parlamentar.

Ainda não há uma data para ela ser ouvida.

Leia também1 Edson Fachin nega conceder indulto humanitário a Maluf
2 Paulo Guedes: 'Respeito é bom, e todos gostamos da democracia'
3 Se concretizada, fusão PSL-DEM terá fundão de R$ 158 milhões
4 Bolsonaro prevê desabastecimento alimentar global se STF alterar marco temporal
5 TSE decide investigar apenas os atos de 7 de setembro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.