Leia também:
X Gilmar participa de live do MST sobre pandemia da Covid

Covid: Pazuello diz que vacina de Oxford é a “melhor opção”

Ministro afirmou que dados sobre imunização produzida pela Rússia ainda são "incipiente"

Henrique Gimenes - 13/08/2020 15h48 | atualizado em 13/08/2020 17h05

Eduardo Pazuello, ministro interino da Saúde Foto: MS/Erasmo Salomão

Nesta quinta-feira (13), o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, falou sobre a vacina russa contra a Covid-19 e disse que os dados sobre a imunização no momento são “incipientes”. De acordo com Pazuello, a melhor opção disponível atualmente é a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford.

Pazuello disse ter participado de uma videoconferência com o governo do Paraná e representantes dos desenvolvedores da vacina da Rússia após eles fecharem um acordo para a compra das imunizações. Ele disso que o governo está acompanhando a vacina.

– Está muito incipiente, não temos profundidade nas respostas, acompanhamento nos números. Pode até haver tudo isso, mas ainda vai ter muita negociação para que possamos discutir a compra (…) Sim, estamos atentos à vacina russa, caso a prospecção seja positiva, devemos participar – ressaltou.

O ministro interino da Saúde também afirmou que os melhores resultados até o momento são os da vacina desenvolvida pela Astrazeneca com Oxford, e que o contrato para a aquisição das imunizações deve ser realizado até a semana que vem.

– Todas as vacinas devemos estar acompanhando, parceiros e com opção de compra. Ontem recebi a Covax, vai ficar pronta no terceiro ou quarto mês de 2021. Posso afiançar que a da Astrazeneca com Oxford é ainda nossa melhor opção. Vamos fazer a contratação até sexta-feira que vem, com empenho de recursos junto à Fiocruz. Essa é a mais promissora, mas não deixamos de estar atentos a todas as outras – destacou.

Leia também1 Cientista da vacina russa sobre críticas: 'Totalmente normais'
2 Soro com anticorpos de cavalo é potente contra a Covid-19
3 Paraná assina acordo com a Rússia para produzir vacina
4 Rússia e governo da Bahia negociam acordo de vacina
5 Brasil ultrapassa 2,2 milhões de curados da Covid-19

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.