Leia também:
X Facebook não atenderá STF e manterá aliados de Bolsonaro

Covas rompe com Comitê do Coronavírus criado por Doria

Prefeitura de São Paulo discordou de novos critérios estabelecidos para iniciar nova fase da flexibilização

Rafael Ramos - 31/07/2020 14h02

Prefeitura e governo de São Paulo tiveram divergências sobre flexibilização Foto: Divulgação/Governo do Estado de SP

A Prefeitura de São Paulo está desde semana passada sem participar das reuniões do Centro de Contingência do Coronavírus organizado pela gestão do governador João Doria. O motivo seria a discordância com as decisões tomadas pelos especialistas.

Covas e sua equipe foram surpreendidos nesta segunda-feira (27) com o anúncio de novos critérios para mais uma fase na reabertura econômica na cidade. O governo determinou que apenas regiões com taxa inferior a 40 internações por 100 mil habitantes e a 5 óbitos por 100 mil habitantes poderão migrar para a chamada faixa verde.

A decisão desagradou o prefeito já que a cidade de São Paulo está com uma taxa de 75 internações por 100 mil habitantes e 9 mortes por 100 mil habitantes. De acordo com a avaliação da prefeitura, dificilmente a cidade atingirá esses patamares a curto prazo.

Outra questão que motivou o rompimento com o Comitê foi a recusa de uma proposta do prefeito pela ampliação de uma hora do horário de funcionamento de bares e restaurantes aos sábados e domingos. A proposta recebeu 11 votos contrários, apenas o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, foi favorável à mudança.

Leia também1 Senadores aprovam MP que extingue o PIS e libera FGTS
2 Bolsonaro: "Chegarão 100 milhões de vacinas de Oxford"
3 Defensora da cloroquina é pastora e contra união de gays
4 Filipe Martins alerta: ‘Médicos estão sendo censurados’
5 Pesquisador da Fiocruz traz alerta para evitar a 2ª onda

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.