Leia também:
X Serra é o único a votar contra PEC que amplia benefícios

Cotado a vice-presidente, Braga Netto é exonerado do governo

Pela legislação, quem vai atuar na campanha eleitoral precisa se desvincular de cargos no Executivo Federal

Gabriel Mansur - 01/07/2022 08h08 | atualizado em 01/07/2022 09h08

Ministro da defesa, Braga Netto Foto: Isac Nóbrega/PR

O general Walter Braga Netto foi exonerado da assessoria da Presidência da República, o que indica que ele deve ser oficializado como vice de Jair Bolsonaro na chapa. É importante lembrar que, para ser candidato, é necessário se desvincular de cargos no Executivo Federal até o final de junho. A saída foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (1°).

Além de candidato a vice-presidente, Braga Netto será um dos coordenadores da campanha à reeleição do presidente. A partir desta segunda (4), ele já terá uma sala no comitê eleitoral instalado em Brasília. De lá, irá despachar e será um dos principais nomes do presidente nos bastidores da campanha.

O ex-ministro da defesa e da Casa Civil também irá cuidar da organização do comitê eleitoral, que passará a funcionar oficialmente neste mês. Quem vai assumir a assessoria no lugar de Braga Netto será José Vicente Santini, que atuava como secretário Nacional de Justiça do Ministério da Justiça.

Leia também1 Bolsonaro diz que RJ vai reduzir ICMS e gasolina deve cair R$ 1,30
2 PT separa R$ 130 milhões para utilizar na campanha de Lula
3 Senado aprova PEC que amplia benefícios sociais e decreta estado de emergência
4 Em sua live, Bolsonaro fala sobre os combustíveis e alfineta Lula
5 Presidente Bolsonaro participará sábado do evento Louvorzão 93

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.