Leia também:
X 2022: Jair Bolsonaro lidera com folga, e 4 empatam por 2° turno

“Continua falando asneira”, diz Bolsonaro sobre Mandetta

Presidente também defendeu a utilização do tratamento precoce para ajudar no combate ao coronavírus

Paulo Moura - 05/03/2021 12h09 | atualizado em 05/03/2021 13h02

Ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta Foto: Erasmo Salomão/MS

Durante a tradicional live realizada na noite de quinta-feira (4), o presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer críticas ao ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, por, segundo o chefe do Executivo continuar “falando asneira”. Na transmissão, Bolsonaro defendeu também o tratamento precoce contra a Covid-19.

– Eu não sou médico, mas o médico tem um direito, ao se deparar com uma doença como a Covid, de buscar um tratamento alternativo, diferente do proposto pelo senhor Mandetta, que era o meu ministro da Saúde. Mandava ficar em casa. Foi embora e continua falando asneira – disse o presidente.

Na ocasião, Bolsonaro também leu um comunicado do Ministério Público Estadual de Goiás, que apoia o tratamento precoce com medicamentos como hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina. O presidente da República voltou a dizer que a prescrição dos medicamentos “é um direito do médico”.

– O MP emite uma nota apoiando tratamento precoce com hidroxicloroquina e ivermectina ou qualquer outra coisa que o médico julgue ser necessário. Ele fala com o paciente, mas através de observação dele, tais medicamentos têm dado um sinal de [combater] a doença, no caso a COVID-19. É um direito do médico fazer isso – completou Bolsonaro.

Leia também1 2022: Jair Bolsonaro lidera com folga, e 4 empatam por 2° turno
2 "Pensamento Neanderthal", diz Biden sobre suspender máscaras
3 "Sem chão", diz esposa do cantor Leonardo sobre morte do amigo
4 Juiz manda soltar homem preso por incitar morte de Bolsonaro
5 MEC cancela ofício que pedia punição para atos políticos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.