Leia também:
X Comissão da Câmara rejeita, por 23 a 11, PEC do voto auditável

Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA e Fábio Faria falam sobre 5G

Encontro aconteceu nesta quinta-feira

Ana Luiza Menezes - 05/08/2021 21h34 | atualizado em 06/08/2021 11h01

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, e o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (5), o ministro das Comunicações, Fábio Faria, teve um encontro com o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan. Os dois conversaram sobre cibersegurança e tecnologia 5G.

No Twitter, Faria classificou o encontro como “produtivo”.

– [Foi] Produtiva reunião com o conselheiro de Segurança Nacional, Jacob Sullivan. Tratamos prioritariamente de 5G. Trabalharemos conjuntamente para desenvolver soluções de Open RAN. Foi apresentado [um] panorama do mercado global de fornecimento de chips para equipamentos de telecomunicações – declarou Faria.

A Embaixada dos Estados Unidos também usou as redes sociais para dar informações a respeito da visita de Sullivan ao Brasil.

– A delegação também participou de reuniões com representantes de agências governamentais brasileiras e empresas de tecnologia envolvidas no desenvolvimento de futuras redes de telecomunicações. Eles discutiram o desenvolvimento e a implementação da tecnologia Open RAN nas futuras redes 5G do Brasil, bem como a importância da segurança da informação como fator-chave para garantir o crescimento econômico das empresas brasileiras e garantir a prosperidade para a população – disse, em nota.

Leia também1 EUA oferecem asilo temporário a cidadãos de Hong Kong
2 Bolsonaro recebe o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA
3 Tiroteio deixa feridos e fecha Pentágono temporariamente
4 Coronavírus veio de laboratório, diz relatório de Republicanos
5 CDC diz que variante Delta é tão transmissível quanto catapora

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.