Leia também:
X Saiba quem é Marcos Pontes, o astronauta e futuro ministro

Comissão da Câmara adia votação de Escola Sem Partido

Após a decisão, o deputado Marco Feliciano discutiu com Chico Alencar e Ivan Valente

Henrique Gimenes - 31/10/2018 18h37 | atualizado em 31/10/2018 19h49

Votação do Escola Sem Partido foi adiada Foto: Lula Marques

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa o projeto Escola Sem Partido adiou a votação para a próxima semana. A medida aconteceu após uma confusão gerada por manifestantes contrários e a favor da medida.

A decisão foi do presidente da comissão, Marcos Rogério (DEM-RO). Após a determinação, o deputado Marco Feliciano (Podemos-SP) entrou em uma discussão com Chico Alencar (PSOL-RJ) e Ivan Valente (PSOL-SP).

Para Feliciano, é necessário acabar com a doutrinação nas escolas. Já os deputados do PSOL dizem que a proposta irá ferir a liberdade de alunos e professores.

A comissão irá votar um texto com alterações, proibindo termos como “orientação sexual” e “gênero” nas escolas, “preferências políticas e partidárias” e “ideologia de gênero”. Além disso, os assuntos não poderão constar em livros didáticos e paradidáticos, “conteúdos curriculares”, “políticas e planos educacionais” e “projetos pedagógicos das escolas”.

Leia também1 Veja quais ministérios já foram definidos por Bolsonaro
2 Moro pode ser chamado por Jair Bolsonaro até sexta-feira

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.