Leia também:
X Vitamedic confirma aumento de 600% em vendas de ivermectina

Com bandeira de Che Guevara, alunos invadem prefeitura do RJ

Manifestantes reivindicam a volta do passe livre universitário

Pleno.News - 11/08/2021 12h49 | atualizado em 24/08/2021 09h17

MANIFESTAÇAO DE ESTUDANTES NA SEDE DA PREFEITURA DO RIO POR PASSE LIVRE, NESTA TERÇA (10)
Manifestação de estudantes na sede da prefeitura do Rio por passe livre Foto: Fábio Costa | Agência O Dia | Estadão Conteúdo

Estudantes de ensino superior invadiram a prefeitura do Rio de Janeiro, na Cidade Nova, na terça-feira (10), para exigir o retorno do passe livre universitário, que isenta os alunos de pagaram pelo transporte público do município. Os manifestantes carregavam bandeiras com símbolos e figuras da esquerda, como Che Guevara.

– Já fizemos reunião, ofício, ato simbólico, e nada. O governo só enrola. Fizemos essa ocupação pacífica da prefeitura pra conseguir uma resposta definitiva, porque o prefeito não nos responde – declarou Ruan Vidal, presidente da Associação dos Estudantes Secundaristas do Estado do Rio de Janeiro (Aerj), em entrevista ao jornal O Dia.

Participaram do ato a Federação Nacional dos Estudantes em Ensino Técnico (Fenet), a União Estadual dos Estudantes (UEE), o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da Unisuam e da Unirio.

– Nossas atividades já voltaram, e algumas nunca pararam. A gente tem vários cursos na UFRJ que já voltaram. Nossos estágios presenciais voltaram ano passado e, mesmo assim, não voltou o Bilhete Único Universitário. Tem estudante estagiando no combate à Covid-19 e, mesmo assim, está pagando passagem – declarou Antônia Veloso, uma das estudantes que participou do ato.

Em resposta, a prefeitura do Rio afirmou que se sensibiliza com os estudantes e empenha-se em procurar soluções para o retorno do benefício, criado durante o governo anterior de Eduardo Paes.

– Mas, neste momento, já descartamos dar subsídios para as empresas de ônibus, assim como não é possível aumentar a tarifa para promover um equilíbrio do contrato – diz.

Leia também1 Mourão sobre voto impresso auditável: “Assunto encerrado”
2 Bolsonaro: Enquanto vivo for, o voto auditável é nossa bandeira
3 Salas do PSD no Senado vão ter homenagem a Arolde de Oliveira
4 Cármen Lúcia nega pedido de Flordelis para impedir votação
5 Vereadores negam afastamento de prefeito preso por pedofilia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.