Leia também:
X Senadores cobram Alcolumbre sobre a sabatina de Mendonça

Com 55 votos, Senado aprova Aras para novo mandato na PGR

Procurador-geral da República foi reconduzido ao cargo pelo presidente Jair Bolsonaro

Henrique Gimenes - 24/08/2021 21h30 | atualizado em 25/08/2021 11h31

Procurador-geral da República, Augusto Aras Fotos: Isac Nobrega/PR

O plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (24), a recondução do procurador-geral da República, Augusto Aras, ao cargo. Com isso, ele irá ocupar um novo mandato de dois anos na Procuradoria-Geral da República (PGR).

O placar final da votação terminou em 55 votos a favor da recondução e 10 votos contrários. Eram necessários os votos de pelo menos 81 senadores.

Mais cedo, Aras passou por uma sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. Ele foi questionado durante seis horas pelos senadores, defendeu a atuação da PGR na pandemia e negou ter sido omisso com atos do presidente Jair Bolsonaro.

O PGR também fez um balanço do primeiro mandato à frente do órgão e criticou a operação Lava Jato, que, em sua visão, cometeu uma série de “irregularidades” ao criar espaço para “pessoalização” nas investigações.

Aras também negou alinhamento com o Planalto, reafirmando a independência do órgão e destacando que age dentro da “técnica jurídica”.

– O Ministério Público não é de governo nem é de oposição. O MP é constitucional. E essa importância constitucional faz com que não se meça a posição, a eficiência, o trabalho do PGR por alinhamento ou desalinhamento com posições ideológicas ou políticas de quem quer que seja – declarou Aras.

Leia também1 Senadores cobram Alcolumbre sobre a sabatina de Mendonça
2 Bolsonaro ganha homenagem e agradece: 'Sinto-me honrado'
3 CCJ do Senado aprova indicação de Aras para 2° mandato na PGR
4 Alcolumbre se atrapalha em sabatina ao tentar falar "réplica"
5 Aras critica antigo modelo de forças-tarefa da Lava Jato

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.