Leia também:
X Cláudio Castro: “Liberei R$ 40 bilhões para reformas de UPAs”

Cláudio Castro: “Pior coisa ao Rio seria o Freixo ganhar a eleição”

Governador disse ainda que "Freixo não se importa com a Baixada" e que só aparece por lá "para defender bandidos"

Gabriel Mansur - 07/08/2022 23h09 | atualizado em 08/08/2022 12h16

Cláudio Castro e Marcelo Freixo Fotos: Reprodução/Band

Os candidatos ao Governo do Rio de Janeiro participaram do primeiro debate em canal aberto neste domingo (7), na Band. Durante o evento, o governador Cláudio Castro (PL) questionou o deputado federal Marcelo Freixo (PSB) sobre as propostas para a Baixada Fluminense, que abrange cerca de 4 milhões de pessoas.

Para Castro, o concorrente ao Palácio do Guanabara “nunca se preocupou com a Baixada” e sequer conhece a região. O governador ainda destacou que Freixo “talvez vá à Baixada para defender bandidos”.

– O Freixo nunca votou uma emenda sequer para a Baixada Fluminense. Ele fugiu do assunto, falou de outros assuntos, porque para ele a Baixada não é importante. Nunca se preocupou com morador da Baixada, talvez não saiba nem onde fica a Baixada. Marcelo Freixo não gosta da Baixada, nunca soube o que é a Baixada. Na hora de defender bandido, talvez ele até vá à Baixada defender. Na hora de atender o povo, nem para educação e nem para saúde.

Castro comentou sobre seus projetos para a região durante seu tempo de réplica e ainda disse que “a pior coisa que aconteceria para o Rio seria Marcelo Freixo ganhar a eleição”.

– Para mim, a Baixada é importante sim. Falando de saúde, o hospital do olho, que é um sucesso em Caxias, vai chegar no Rio e também em Campo Grande. Eu estou licitando o metrô que vai chegar em Nova Iguaçu, e a obra começa este ano ainda.

Freixo, por sua vez, disse que, enquanto parlamentar, destinou, sim, emendas à Baixada. Disse ainda que a região é abandonada por Cláudio Castro.

– A Baixada Fluminense é fundamental, mas completamente abandonada pelo seu governo. Principalmente em relação à Supervia. Você reclama da Supervia no Twitter como se não pudesse tomar uma atitude. Você não só pode, como deve tomar uma atitude. Um morador de Bangu, Campo Grande, quando dependem da Supervia que o senhor abandonou, tem problemas sérios de saúde. O resultado de suas ações na saúde é uma catástrofe – concluiu.

Além de Castro e Freixo, os dois primeiros colocados nas pesquisas de intenções de voto, respectivamente, também participaram do debate: o ex-prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT), e o deputado federal Paulo Ganime (Novo).

Leia também1 Cláudio Castro: "Liberei R$ 40 bilhões para reformas de UPAs"
2 Tarcísio responde pergunta de Haddad e alfineta petista
3 TSE: Tebet registra candidatura e declara patrimônio de R$ 2,3 mi
4 Bolsonaro vai ao jogo e ganha camisa do Palmeiras de presente
5 Eduardo Bolsonaro dá apoio a campanha por Nobel a Guedes

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.