Leia também:
X Empresa lança revólver rosa em homenagem às mulheres

Ciro Gomes sobre Dilma: “Outro aborto na história do Brasil”

Pedetista também fez críticas ao PT, a Lula, a Haddad e a Jair Bolsonaro

Thamirys Andrade - 08/03/2021 16h14 | atualizado em 08/03/2021 16h55

ciro gomes e dilma rousseff colagem
Vice-presidente do PDT, Ciro Gomes, e ex-presidente Dilma Rousseff Foto: Reprodução

O pedetista Ciro Gomes chamou a ex-presidente Dilma Rousseff de “aborto” nesta segunda-feira (8). A fala ocorreu durante uma entrevista para o colunista Kennedy Alencar, do portal UOL. Quando questionado sobre o que ele pensava acerca da petista em poucas palavras, Ciro não titubeou:

– Um outro aborto que aconteceu na história brasileira – disparou, referindo-se ao que já havia dito sobre o ex-presidente Fernando Collor de Mello.

Para Ciro, Dilma fez a pior gestão da história brasileira, atrás apenas de Jair Bolsonaro.

– Seis anos da Dilma, que foi o pior governo antes do [de] Bolsonaro na história do Brasil. Você pensa que eu tenho prazer em dizer isso? Eu apoiei a Dilma, sabendo que a Dilma não tinha treinamento nenhum – declarou.

Ciro também comentou sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como “um grande brasileiro que lambuzou-se no poder e perdeu a noção histórica”. Para ele, Lula errou ao escolher Haddad como candidato em seu lugar e o PT não deve contar com ele para o que chamou de “circo”.

De acordo com Ciro Gomes, Lula não está preocupado com o Brasil.

– O Haddad perdeu a última eleição que disputou em SP no cargo de prefeito com 16% dos votos. Esse foi o homem que o Lula escolheu. E esse é um filme velho, nós já vimos o resultado […] Lula não está preocupado com a sorte do Brasil. Está preocupado em que o PT fique fora e não eleja 50 deputados, e não bote a mão no fundo partidário […] Esse filme já vi. Não contem comigo. Não contem comigo para esse circo – declarou.

Contudo, Ciro fez elogios aos ex-presidentes Tancredo Neves, Itamar Franco, Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek.

Quanto ao atual presidente da República, Jair Bolsonaro, Ciro o classificou como “bandido nazista genocida” e defendeu que o foco de suas preocupações é derrotá-lo.

Para Ciro, a oposição devia estar negociando em conjunto uma articulação contra o presidente, e não “brigando” entre si.

Leia também1 Fachin anula condenações de Lula e petista fica elegível
2 Por 'falta de capacidade mental', PDT quer interditar Bolsonaro
3 Guedes defende vacinação para manter sinais vitais econômicos
4 Bolsonaro: "Estou namorando um partido onde eu seria dono"
5 Weber rejeita ação de Moro sobre acesso de Lula a mensagens

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.