Leia também:
X YouTube remove conteúdos do presidente Jair Bolsonaro

‘Ciro dá duplo twist carpado para ser candidato de direita’

Zambelli e marido respondem a interpelação de Ciro Gomes na Justiça

Pleno.News - 21/07/2021 20h40

Deputada federal Carla Zambelli Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

A deputada federal Carla Zambelli respondeu à interpelação judicial de Ciro Gomes, que reclama na Justiça contra a parlamentar e seu marido, coronel Antônio Aginaldo de Oliveira.

Ela afirmou que Ciro é “persona non grata perante os membros da Polícia Militar e da Polícia Civil, por suas tortuosas manifestações, buscando tratar os componentes das Forças de Segurança com indevida subserviência, tentando impor uma subalternidade dócil e passiva, sem manifestar o natural respeito a uma instituição das mais elogiadas no desenvolvimento de suas atribuições constitucionais”.

Ainda segundo Zambelli, ele “vem apostando todas as suas fichas no próximo pleito eleitoral”.

– O ex-vereador, ex-prefeito, ex-deputado estadual, ex-governador, ex-ministro da Fazenda e eterno candidato à Presidência da República, ao que parece, vem apostando todas as suas fichas no próximo pleito eleitoral, dando uma guinada; ou um cavalo de pau; ou um duplo twist carpado com mortal na segunda pirueta; tornando-se um candidato de direita, ou centro-direita, de um momento para outro, virando a cara (rabissaca) para a esquerda progressista, demonstrando uma sensibilidade incompatível com sua couraça de indiferença e arrogância com que trata a legião de inimigos cultivados ao longo de anos.

Ciro reclama que, em vídeo publicado nas redes sociais, a deputada pontua que o ex-aliado de Lula usa “números distorcidos” em relação aos dados da segurança pública no Ceará, e que ele fez “uso excessivo e contumaz de bebidas alcoólicas”. Cita ainda que coronel Aginaldo o teria chamado para um duelo.

Carla Zambelli e Coronel Aginaldo respondem a Ciro Gomes e destacam que ele quer palanque para ostentar 3ª via Foto: Divulgação

Em resposta, Zambelli esclarece que o próprio Ciro “faz um silogismo que põe em xeque toda a estrutura da Segurança Pública” no Ceará, “ao asseverar que, no momento em que tais índices são reduzidos, haveria uma reação dos próprios militares para fomentar, através de motins ou outros meios espúrios, a vandalização dos valores sociais que se pretendem preservar, de modo a inflar novamente a prática de atos criminosos”.

A parlamentar destacou que “basta mencionar que o Ceará é o estado com maior aumento dos homicídios no ano de 2020, conforme matéria veiculada no portal G1 em 12/02/2021”.

Quanto ao argumento da ingestão de bebidas alcoólicas, Zambelli disse que “mesmo um ouvinte menos atento perceberia traços de confusão decorrente de altos níveis de álcool na corrente sanguínea a embargar a voz do interpelante, quando de sua fala, conforme registra o arquivo de mídia correspondente”.

Já em relação ao comentário do coronel Aginaldo, é ressaltado que a fala foi um “desabafo de quem amargou impotente as covardes investidas do interpelante em relação à sua esposa, consorte, companheira”. Segundo o documento, as palavras do comandante da Força Nacional foram “uma válvula de escape para externar um sentimento de indignação contra ato de extrema covardia, a demonstrar iniludível pobreza de espírito, de quem domina a oratória e dela faz uma arma voltada a destruir reputações, tão ao gosto do interpelante”.

Publicação da deputada Foto: Reprodução

Leia também1 Ciro é condenado a pagar R$ 20 mil a ex-governador do Ceará
2 Ciro chama Cuba de ditadura e critica bloqueio dos EUA
3 Ciro tem imóvel leiloado por R$ 520 mil para indenizar Collor
4 Ciro se lança como 3ª via para 2022: 'Nem Lula, nem Bolsonaro'
5 Ciro Gomes declara 'irrestrita solidariedade' a Barroso

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.