Leia também:
X PF indicia ex-ministro de Dilma por propinas de R$ 10 milhões

‘Chegará hora em que decisão do Judiciário não será cumprida’

Líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros fez críticas ao poder Judiciário

Pleno.News - 08/06/2021 17h10 | atualizado em 08/06/2021 17h52

Deputado Ricardo Barros fez críticas ao Judiciário Foto: Agência Brasil/Valter Campanato

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (Progressistas-PR), criticou nesta terça-feira (8) o poder Judiciário e disse que chegará um momento em que as decisões judiciais “simplesmente” não serão mais cumpridas.

A ameaça de desrespeito às decisões judiciais foi feita por ele ao comentar a determinação do Supremo Federal Tribunal (STF) para que o governo realize o censo demográfico em 2022. Barros criticou a decisão dizendo que “ninguém vai abrir a porta para o recenseador no meio da pandemia”.

– O Judiciário vai ter que se acomodar nesse avançar nas prerrogativas do Executivo e Legislativo. Vai chegar uma hora em que vamos dizer (para o Judiciário) que simplesmente não vamos cumprir mais. Vocês cuidam dos seus que eu cuido do nosso. Não dá mais simplesmente para cumprir as decisões porque elas não têm nenhum fundamento, nenhum sentido, nenhum senso prático – afirmou Barros em evento organizado pelo jornal Correio Braziliense e pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O deputado disse ainda ser preciso enfrentar o que chamou de “classe de inimputáveis”, composta, segundo ele, por promotores, juízes e auditores fiscais que “fazem o que querem”.

– Se um promotor te ofender, não acontece nada. O Brasil tem que enfrentar isso – completou.

*Estadão

Leia também1 Henkel critica CPI da Covid: 'Virou a CPI da Copa América'
2 PF indicia ex-ministro de Dilma por propinas de R$ 10 milhões
3 STF irá analisar suspensão da Copa América na quinta-feira
4 Conselho de Ética aprova perda de mandato de Flordelis
5 PF prende hackers suspeitos de ataque ao sistema do STF

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.