Leia também:
X Jairinho trocou mensagens com amante 6h após morte de Henry

Chefes do Exército, Aeronáutica e Marinha serão substituídos

"Vamos deixar a política para os políticos", diz oficial da Marinha

Monique Mello - 30/03/2021 13h12 | atualizado em 30/03/2021 13h19

Bolsonaro durante encontro com a cúpula das Forças Armadas Foto: Marcos Corrêa/PR

Nesta terça-feira (30), o Ministério da Defesa anunciou a troca dos três comandantes das Forças Armadas. O general Edson Pujol, do Exército, o almirante de esquadra Ilques Barbosa Junior, da Marinha, e o tenente-brigadeiro do ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, da Aeronáutica, se reuniram mais cedo com o ministro Braga Netto, que foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para ser o novo ministro da Defesa.

A decisão da cúpula das Forças Armadas é uma resposta à saída de Fernando Azevedo da chefia do Ministério da Defesa, após Jair Bolsonaro demiti-lo nesta segunda-feira (29).

O agora ex-ministro resistiu a um alinhamento político das Forças Armadas com o governo.

De acordo com oficial da Marinha ligado à cúpula da Defesa ouvido nesta manhã, o ambiente no ministério não é de crise, mas há insatisfação com a substituição de Fernando Azevedo.

– Vamos deixar a política para os políticos. Não haverá politização das Forças Armadas – diz o oficial.

– As Forças Armadas seguirão seu papel constitucional e, neste momento, nossa missão é ajudar a salvar vidas – completa.

 

Leia também1 Bolsonaro troca 6 ministros de governo. Veja os novos nomes
2 Quem é Yang Wanming, atual embaixador da China no Brasil
3 Veja quem é Carlos França, novo ministro das Relações Exteriores
4 Saiba quem é Anderson Torres, novo ministro da Justiça
5 Jair Bolsonaro sobre medidas de isolamento: "Eu não fecho nada"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.