CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Veterinária acusa Luisa Mell de mentir e de intolerância

Celso Daniel: Marcos Valério cita Lula como mandante

Empresário diz que homem ameaçou entregar participação do ex-presidente na morte

Paulo Moura - 25/10/2019 11h14 | atualizado em 25/10/2019 13h07

Marcos Valério citou Lula como mandante da morte de Celso Daniel Foto: Wikimedia

Condenado a mais de 50 anos de cadeia, o empresário Marcos Valério tem revelado novas informações sobre o envolvimento do ex-presidente Lula na morte do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, cujo assassinato em 2002 continua envolto em grande mistério. Novas, por que Valério já havia citado a participação de Lula no crime em 2012, quando falou sobre uma chantagem envolvendo o nome do petista.

Os novos fatos foram revelados por uma reportagem da revista Veja, publicada nesta sexta-feira (25), e tratam de um depoimento prestado por Valério no Departamento de Investigação de Homicídios de Minas Gerais, em que ele declarou que Lula e outros petistas graduados foram chantageados, por um empresário de Santo André chamado Ronan Maria Pinto, que ameaçava implicá-los na morte de Celso Daniel.

Na publicação, a revista narra um episódio em que Valério foi chamado por petistas para “resolver” a chantagem que ameaçava derrubar a cúpula do governo. O empresário, então, conta que articulou um empréstimo fraudulento com o Banco Schahin, no valor de R$ 12 milhões em troca de um contrato de operação com a Petrobras no valor de R$ 1,6 bilhão. O arranjo então serviu para “quitar” o pagamento e parar a chantagem.

Em conversa com o promotor Roberto Wider, um dos responsáveis por abrir uma nova investigação envolvendo a morte de Celso Daniel, Valério diz que conversou com Lula sobre o episódio do pagamento.

– Eu virei para o presidente e falei assim: ‘Resolvi, presidente’. Ele falou assim: ‘Ótimo, graças a Deus’ – diz Valério.

O empresário mineiro citou ainda que outros integrantes do PT teriam ciência da situação, entre eles Gilberto Carvalho, José Dirceu, Delúbio Soares e João Paulo Cunha.

Leia também1 Hasselmann diz que irmãos Bolsonaro são piores que Lula
2 Lula quer entrevista ao vivo na Globo: "Não confio na edição"
3 Dilma discute com procurador em depoimento sobre Lula

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo