Leia também:
X Jair Bolsonaro fará reunião com caminhoneiros em Brasília

Cármen Lúcia é relatora de ação de Randolfe contra Bolsonaro

Notícia-crime foi protocolada pelo senador após discurso do presidente nos atos do 7 de setembro

Thamirys Andrade - 09/09/2021 11h56 | atualizado em 09/09/2021 12h40

Ministra Cármen Lúcia, do STF Foto: Agência Brasil/Tânia Rêgo

Nesta quarta-feira (8), a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, foi sorteada relatora da ação protocolada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede) contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), após o discurso do chefe do Executivo nos atos do dia 7 de setembro.

Na notícia-crime, o vice-presidente da CPI da Covid pede investigação sobre suposto atentado contra a ordem constitucional, o Estado Democrático de Direito e a separação dos Poderes.

Randolfe solicita ainda apuração sobre eventual financiamento dos atos do 7 de setembro e “utilização indevida da máquina pública, do dinheiro público, helicópteros” em favor das manifestações.

O senador pediu a abertura de um inquérito na Suprema Corte, com base na Lei de Segurança Nacional (LSN).

– Também solicitei ao STF a abertura de inquérito contra Bolsonaro, por sua grave ameaça ao livre funcionamento do Judiciário e pelo uso de recursos públicos para financiar seu carnaval golpista, na forma da (ainda vigente) Lei de Segurança Nacional – disse Randolfe.

Leia também1 Barroso: 'Conhecereis a mentira, e a mentira vos aprisionará'
2 Senado receberá a ativista Greta Thunberg em debate sobre clima
3 Moraes libera ações contra decretos de armas de Bolsonaro
4 Polícia Militar não consegue tirar bolsonaristas da Esplanada
5 Amin Khader pede para não ser confundido com Moraes

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.