CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Globo esculacha as famílias 24 horas por dia, diz Bolsonaro

Carlos apresenta prova de que portaria não ligou para o pai

Vereador mostrou registros das ligações da portaria

Gabriela Doria - 30/10/2019 12h55 | atualizado em 30/10/2019 19h57

Carlos Bolsonaro desmentiu suposta ligação feita para a casa do pai Foto: Reprodução

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) apresentou provas de que ninguém interfonou para a casa do pai, o então deputado Jair Bolsonaro, no dia em que a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) foi assassinada, conforme noticiou a Rede Globo.

Carlos, que mora no mesmo condomínio onde o pai tem residência, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, divulgou os registros das ligações feitas entre a portaria e as casas do condomínio, no dia 14 de março de 2018. No vídeo, o filho do presidente mostra que não houve comunicação entre a portaria e a casa 58, da família Bolsonaro.

No entanto, Carlos mostra que há uma ligação às 17h13. O porteiro interfona para a casa 65, onde mora Roni Lessa, acusado de ser o autor dos disparos. Nele, o porteiro diz ao morador que o “senhor Elcio” está no portão. O morador permite a entrada.

– Você percebe que a voz não condiz em nenhum momento com a voz do então deputado Bolsonaro. Há alguma coisa errada com essas informações passadas para a Rede Globo – aponta o vereador.

Leia também1 Globo esculacha as famílias 24 horas por dia, diz Bolsonaro
2 Moro pede investigação sobre citação do nome de Bolsonaro
3 Pastor Silas Malafaia chama jornalismo da Globo de "piada"

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo