Leia também:
X Lula recebe Fernando Haddad e José Múcio em Brasília

Candidatos à liderança da Frente Evangélica apoiam Bolsonaro

Lula iniciará o mandato com o grupo sendo liderado por um de seus maiores críticos na Câmara

Leiliane Lopes - 05/12/2022 14h55 | atualizado em 05/12/2022 15h04

Frente Parlamentar Evangélica Foto: Reprodução Instagram

A Frente Parlamentar Evangélica (FPE) para o próximo mandato terá 102 deputados federais e 13 senadores. O atual presidente do grupo, deputado federal Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), é um dos maiores críticos ao presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e deve se candidatar para ser o vice-presidente da Câmara, na chapa à reeleição de Arthur Lira (PP-AL).

Cavalcante será substituído na FPE em fevereiro e há quatro parlamentares interessados no comando da bancada: o senador Carlos Viana (PL-MG) e os deputados Otoni de Paula (MDB-RJ), Eli Borges (PL-TO) e Silas Câmara (Republicanos-AM).

Sóstenes adianta que o grupo terá a missão de ser oposição ao governo Lula e, principalmente, defender as pautas conservadoras.

– A Frente nasceu no início do primeiro governo Lula, em 2002, para ser uma resistência ideológica ao conjunto de políticas públicas da esquerda. Agora, mais que nunca, lutará pelos valores cristãos – revelou Sóstenes ao jornal Extra.

Todos os candidatos são apoiadores de Jair Bolsonaro e defendem a vida, a família e a propriedade privada.

Otoni de Paula, por exemplo, já adianta que o grupo vai priorizar as “pautas para o Brasil avançar”. Em fevereiro, ele e os demais interessados ao posto, disputarão a liderança do grupo que equivale a 20% da Câmara e 16% do Senado.

Leia também1 Lula recebe Fernando Haddad e José Múcio em Brasília
2 Livro tem roteiro para estudar o Evangelho segundo Lucas
3 Foto da perna de Bolsonaro não foi retirada de maço de cigarro
4 Ao lado de Michelle, Bolsonaro chora em evento militar no DF
5 Ciro Nogueira não irá à posse de Lula e promete dura oposição

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.