Leia também:
X Rio avalia fechar acessos à Copacabana no dia do réveillon

Candidato de Maia fala em Câmara “livre e independente”

Deputado Baleia Rossi irá disputar a presidência da Casa em 2021

Pleno.News - 23/12/2020 21h48

Deputado Baleia Rossi ao lado de Rodrigo Maia e outros políticos Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Anunciado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), como seu candidato para liderar a Casa a partir de 2021, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP) disse, na tarde desta quarta-feira (23), que vai trabalhar com “humildade” para ser eleito para o posto disputado com Arthur Lira (Progressistas-AL), o nome apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro. A eleição que vai renovar o comando da Câmara e do Senado, marcada para 1º de fevereiro.

– A caminhada é difícil, mas tenho certeza de vitória -, disse Baleia, após participar de um encontro com Rodrigo Maia e o deputado Aguinaldo Ribeiro (Progressistas-PB), que também era cotado para ser o nome de Maia na disputa.

Baleia se referiu ao deputado como um dos líderes mais respeitados e com experiência. Com o nome confirmado, ele disse que a “frente ampla” que conseguiu reunir com partidos “dá condições de disputar com perspectiva de vitória”. Ele afirmou que muitos não acreditavam na formação do grupo.

– Com humildade vamos conversar com cada um dos parlamentares para reafirmar o compromisso que assumimos. Não sou mais candidato apenas do meu partido (…) O que nos une é a defesa intransigente da nossa democracia. Vamos fazer diálogo com partidos e mostrar o que defendemos. Uma Câmara livre e independente é o melhor para o futuro do País – declarou.

Ao defender a escolha de Baleia Rossi, Rodrigo Maia disse que o deputado vai dialogar com todos partidos, “especialmente com quem tem divergência”, para unificar cada vez mais o bloco e buscar a vitória para a presidência da Câmara.

– Temos um novo ciclo, um novo líder poderá liderar a Câmara – disse Maia.

As declarações são um aceno para o PT, principalmente, porque o partido tinha preferência por Aguinaldo Ribeiro e ainda não tomou uma decisão sobre seu apoio. Uma reunião sobre o tema está prevista para amanhã.

Maia conseguiu formar um bloco com 11 partidos, que também reúne siglas de esquerda, com o mote da união contra Bolsonaro e seu candidato, Arthur Lira. Estão no grupo partidos com ideologias opostas, como PT e PSL, além de DEM, MDB, PSDB, Cidadania, PV, PSB, PDT, PC do B e Rede.

O presidente da Câmara agradeceu a Aguinaldo Ribeiro, que abriu mão da pré-candidatura. Maia, que chamou de Aguinaldo de “meu grande amigo na Câmara”, disse que seu gesto “tira peso que tinha para decidir entre dois amigos”.

– Abri mão da pré-candidatura para que o Brasil dê um passo à frente. Dei um passo atrás para consolidar candidatura de Baleia Rossi (…) Agradeço à esquerda e apoio do PT para construir unidade com um espírito de unidade e fortalecimento. Não é disputa entre pessoas, é a busca do bem para o País. Agradeço aos líderes do PSL por terem me abraçado – disse Aguinaldo ao desejar boa sorte e confirmar apoio a candidatura de Baleia.

Baleia, Maia e Aguinaldo encerraram o pronunciamento sem responder perguntas da imprensa.

*Estadão

Leia também1 Baleia Rossi será candidato de Maia à presidência da Câmara
2 Maia critica prisão de Crivella e chama medida de "abusiva"
3 Freixo defende que PSOL apoie bloco de Rodrigo Maia
4 Eduardo diz que só "um ingênuo" acredita que Maia fará seu sucessor
5 Irritado, Maia acusa Bolsonaro de mentir e usar narrativa de "bolsominions"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.