Leia também:
X Porta-retratos podem ter sido trocados após a morte de Henry

“Câmara prioriza pandemia, mas também defesa da democracia”

Arthur Lira afirma que o Legislativo está "atento e focado"

Pleno.News - 07/04/2021 12h18 | atualizado em 07/04/2021 12h34

Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira Foto: Câmara dos Deputados/Luis Macedo

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta quarta-feira (7) que a Câmara está debruçada entre pautas urgentes de combate à pandemia de Covid-19 e de defesa da democracia.

O parlamentar afirmou, durante evento promovido pelo Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM), que, apesar da dificuldade de pautas criadas pela disseminação do novo Coronavírus, o Congresso está atento à defesa da democracia e ao Estado Democrático de Direito.

O parlamentar disse que a Câmara, a princípio, fez um “pacto” de duas semanas para votar apenas projetos relacionados à pandemia, mas que a discussão da nova lei do Estado Democrático Direito é prioritária para a Casa. Ele prometeu nesta quinta-feira (8), em reunião de líderes, que defenderá que a urgência do tema seja pautada ainda na próxima semana, quando, segundo ele, a Câmara deverá adotar uma votação “mista” de projetos.

Para Lira, é importante o Congresso se posicionar sobre o tema para que “não caia no vácuo de deixar com que a supressão de partes da Lei de Segurança Nacional deixem a defesa do Estado Democrático de Direito solto”. E continuou:

– Tenho plena certeza e tenho consciência do trabalho que está sendo bem conduzido na Câmara dos Deputados.

Lira também reforçou que, apesar da necessidade de tratar de pautas da pandemia, o Legislativo está “atento e focado” na defesa da democracia.

Pelo Twitter, o deputado destacou:

– Há uma vontade expressa na Câmara dos Deputados [de] pautar e votar a nova lei do Estado Democrático de Direito. Há um grupo na Casa discutindo o assunto com estudos, para embasar as alterações necessárias.

– Na próxima quinta-feira, vou sugerir aos líderes que possamos pautar a urgência para votação do projeto que tramita na Câmara dos Deputados – complementou em outra publicação.

Lira participou nesta manhã de evento promovido pelo IBCCRIM para discutir a Lei de Segurança Nacional, promulgada em 1983, e sua aplicação após a Constituição de 1988.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Barroso também participaram do debate.

*Estadão

Leia também1 Câmara libera venda a empresas de vacinas sem aval da Anvisa
2 Enquanto país agoniza, Senado compra colchões novos para políticos
3 Vereador Fernando Holiday é expulso do partido Patriota
4 PSDB, DEM e MDB se aproximam por aliança nas eleições de 2022
5 Ministro Braga Netto tentará aproximar-se do Supremo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.