Leia também:
X Lula critica sigilo de 100 anos, mas oculta relatório de transição

Câmara exigirá detector de metal até fim da posse de Lula

Casa Legislativa tornará esquema de segurança mais rigoroso no fim da transição

Thamirys Andrade - 26/12/2022 16h56 | atualizado em 26/12/2022 17h50

Plenário da Câmara Foto: Câmara dos Deputados/Elaine Menkeio

A Câmara dos Deputados decidiu tornar a fiscalização mais rigorosa nas dependências de seu prédio. Até o dia seguinte à posse do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – marcada para o dia 1° de janeiro – haverá detecção de metais por meio do pórtico raio X para todos que entrarem na Casa Legislativa.

A medida será válida até mesmo para funcionários que possuam crachás, colaboradores e jornalistas, que trabalham no interior da Câmara. O objetivo é resguardar a segurança no local, durante o fim da transição de governo.

Caberá ao Departamento de Polícia Legislativa (Depol) aplicar as novas determinações e garantir a segurança.

MATERIAIS EXPLOSIVOS
A Polícia Militar do Distrito Federal (PM-DF) encontrou, na tarde deste domingo (25), material explosivo em uma área de mata na cidade do Gama, próxima a Brasília.

À noite, por volta das 22h30, o esquadrão de bombas do Batalhão de Operações Especiais conseguiu neutralizar os artefatos com uma detonação controlada. Não há informação que essa ocorrência tenha ligação com a bomba encontrada perto do aeroporto da capital federal.

No último sábado (24), um gerente de posto de combustível do Pará foi preso e confessou ter armado uma bomba em um caminhão próximo ao aeroporto de Brasília, alegando que queria “provocar o caos” em protesto contra a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Leia também1 Cotado para ministro de Lula contratou gráfica de fachada
2 Menezes afirma que Cultura terá “orçamento histórico”
3 Ex-assessor de Bolsonaro é nomeado para cargo no governo
4 Ibaneis confirma que Anderson Torres voltará ao governo do DF
5 Dino diz que nova administração vai remover acampamentos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.