Leia também:
X Pandemia: O que acontece com o banco de horas nas empresas?

Câmara aprova MP que libera R$ 1,99 bi para vacina de Oxford

Texto agora seguirá para aprovação do Senado

Henrique Gimenes - 02/12/2020 17h49 | atualizado em 02/12/2020 20h55

Câmara aprova MP que destina R$ 1,99 bi para ‘vacina de Oxford’ Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (2), a Câmara do Deputados aprovou uma Medida Provisória (MP) que libera um total de R$ 1,9 bilhão para viabilizar a compra e a produção da vacina de Oxford para a Covid-19. No Brasil, a imunização será produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A MP foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro em agosto e liberou os recursos para a aquisição de 100 milhões de doses da vacina. Parte do dinheiro também foi utilizado para a transferência da tecnologia.

O texto foi relatado pela deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO), que rejeitou uma emenda para destinar recursos ao Instituto Butatan, responsável pela produção da CoronaVac, a vacina chinesa.

– Quero agradecer a todos os deputados e também ao governo de São Paulo [responsável pelo acordo da CoronaVac] pelo entendimento e a grandeza de entenderem que, neste momento, não caberia atender essas emendas para atender o Instituto Butantan – apontou.

O texto da MP perde a validade nesta quinta-feira (3) e precisa ser aprovado pelo Senado até amanhã, já que parte dos recursos liberados ainda não foi gasto.

De acordo com o governo, a divisão dos recursos ficou da seguinte forma:

R$ 1,3 bilhão – Pagamentos à AstraZeneca, previstos no contrato de Encomenda Tecnológica;
R$ 522,1 milhões – Valor de produção da vacina na Fiocruz/Bio-Manguinhos;
R$ 95,6 milhões – Transferência de tecnologia para a Fiocruz.

Leia também1 Anvisa estuda liberar vacina da Covid-19 sem registro, diz jornal
2 Pazuello: "Brasil só irá aplicar vacinas registradas na Anvisa"
3 Vladimir Putin ordena início de vacinação em massa na Rússia
4 Covid: Reino Unido vira o 1° país do Ocidente a aprovar vacina
5 Dra. Nise Yamaguchi alerta: 'A vacina não pode ser obrigatória'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.