Leia também:
X Cofundador do PCC morre em SP após complicações da Covid-19

Braga Netto lembra a 2ª Guerra: ‘A cobra pode fumar novamente’

General fez alusão ao aniversário de 76 anos do Dia da Vitória, da Segunda Guerra Mundial

Monique Mello - 10/05/2021 10h52 | atualizado em 10/05/2021 11h44

Ministro da Defesa, Braga Netto Foto: Marcos Corrêa/PR

O ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, falou em nota divulgada nesta sexta-feira (7) sobre a participação militar do Brasil na 2ª Guerra Mundial. Na data conhecida como Dia da Vitória, o general apontou que “a cobra fumou e, se necessário, fumará novamente”.

– Anualmente, nessa data, celebramos o Dia da Vitória, representando o marco final do amplo esforço aliado na defesa dos ideais democráticos – disse Braga Netto na nota.

Os comandantes do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, da Marinha, almirante Almir Garnier Santos, e da Força Aérea, tenente-brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Jr. também assinaram o texto.

A expressão “a cobra fumou” foi uma resposta à descrença do povo na época. Dizia-se que era mais fácil uma cobra fumar do que o Brasil entrar na guerra. Quando as tropas brasileiras foram enviadas à Itália, a expressão “a cobra vai fumar” entrou para o vocabulário brasileiro.

– O conflito cobrou um alto custo do Brasil: 3 navios de guerra foram perdidos e 33 navios foram atacados, causando mais de 1450 mortes no mar; 22 aviões abatidos e cerca de 500 brasileiros tombaram em combate na Europa. Hoje retratamos a vitória dos valores da democracia, da justiça e da liberdade. A história se sucede de fatos e de ensinamentos. A ‘cobra fumou’ e, se necessário, fumará novamente – disse o general.

Munição com inscrição “a cobra está fumando” para recarregar arma de guerra Foto: Reprodução

 

 

Leia também1 Bolsonaro: Que desistam os que esperam me ver distante do povo
2 Paes é flagrado sem máscara em roda de samba no Rio de Janeiro
3 Bolsonaro parabeniza a polícia por operação no Jacarezinho
4 Danilo Gentili é condenado a pagar R$ 7 mil a filiada do PSL
5 Jair Bolsonaro volta a defender aprovação do voto auditável

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.