Leia também:
X Universidades não podem ser comitês políticos, diz ministro

Ministro: Desfile militar foi para Bolsonaro ‘prestigiar’ as Forças

Ministro da Defesa negou que evento foi tentativa de "intimidar" a Câmara dos Deputados

Gabriela Doria - 17/08/2021 15h09 | atualizado em 17/08/2021 15h55

Ministro da Defesa Walter Braga Netto defendeu desfile militar Foto: PR/Isac Nóbrega

O ministro da Defesa, Walter Braga Netto, declarou nesta terça-feira (17) que o desfile de blindados que aconteceu na última semana, na Esplanada dos Ministérios, foi um evento para que o presidente Jair Bolsonaro pudesse “prestigiar” as Forças Armadas. O general negou que o programa tenha sido usado para intimidar a Câmara dos Deputados, que naquele dia analisava a PEC do voto impresso.

– O presidente considerou aquilo como um prestígio, porque ele é um presidente que prestigia as Forças Armadas. Isso foi feito, o convite, todo esse acerto, foi feito com mais de 20 dias de antecedência — disse Braga Netto, em audiência na Câmara dos Deputados.

Segundo o ministro, o desfile aconteceu porque a Marinha manifestou o desejo de entregar o convite para que Bolsonaro comparecesse à Operação Formosa – tradicional exercício militar realizado pela Marinha na cidade de Formosa, em Goiás. Esta foi a primeira vez, desde 1988, quando o evento começou, que as Forças Armadas fizeram um desfile militar para entregar o convite a um presidente.

Ainda de acordo com Braga Netto, o desfile passou em frente ao Palácio do Planalto porque Bolsonaro havia informado que, em função de uma reunião ministerial, não poderia deixar o prédio.

— Aquilo foi planejado com mais de um ano de antecedência. Foi levado ao presidente da República que a Marinha queria levar um convite a ele. O presidente afirmou que não haveria possibilidade de sair [do Palácio do Planalto] porque haveria uma reunião ministerial. Ele solicitou que o convite fosse entregue na frente [do Planalto].

Leia também1 'Forças Armadas trabalham em cima do que está no artigo 142'
2 Universidades não podem ser comitês políticos, diz ministro
3 Zema explica por que se negou a assinar nota de apoio ao STF
4 Não há “poder moderador”, diz Cármen sobre Forças Armadas
5 Doria: Uso de máscaras será obrigatório até o fim do ano

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.