Leia também:
X MPT pede para Caixa não pagar salário a Pedro Guimarães

Bolsonaro voltará a Juiz de Fora pela primeira vez após facada

Presidente foi alvo de atentado em 2018, época em que liderava às pesquisas ao Planalto

Gabriel Mansur - 12/07/2022 16h49 | atualizado em 12/07/2022 16h57

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) tem um compromisso para esta semana em Juiz de Fora, Minais Gerais. Foi no município mineiro que ele foi alvo de uma facada durante um ato de campanha em setembro de 2018.

Essa será a primeira vez que o pré-candidato à reeleição, que naquela época liderava as pesquisas ao pleito de 2018, retorna a cidade desde o crime. A viagem foi confirmada durante reunião com os integrantes da base aliada mineira. Segundo o senador Carlos Viana (PL-MG), a agenda presidencial está marcada para ocorrer na próxima sexta-feira (15).

A expectativa é que o presidenciável desembarque em Juiz de Fora às 9h de sexta. Na região, deve participar de uma motociata e de uma convenção da Igreja Assembleia de Deus Madureira. A agenda do presidente em Juiz de Fora ainda contará com um encontro com pastores da cidade e da região.

Minas Gerais é o segundo maior colégio eleitoral do país, atrás apenas de São Paulo, por isso é considerado um dos estados-chave pela campanha de Bolsonaro. Há quatro anos, o atual presidente da República venceu com 58,19% dos votos dos mineiros, no segundo turno.

O CRIME
Em 2018, durante uma passeata na cidade, Bolsonaro levou uma facada na região do abdômen. Apesar de a Polícia Federal apontar que não houve um mandante, o presidente insiste que as investigações não foram completas. Autor do crime, Adélio Bispo foi considerado inimputável em razão de doença mental.

Leia também1 Bolsonaro sobre anestesista estuprador: "Que exploda"
2 PEC dos Benefícios: Bolsonaro diz que "população tem pressa"
3 Randolfe vai ao TSE contra Jair Bolsonaro por "discurso de ódio"
4 Bolsonaro diz que Edson Fachin se intitulou “ditador do Brasil”
5 Bolsonaro sugere ação contra governo que não baixar o ICMS

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.