Leia também:
X Bolsonaro diz que Tarcísio é o ministro mais importante

Presidente Bolsonaro: “Todo mundo me culpa; tudo sou eu”

Jair Bolsonaro ainda declara que, se Deus quiser, vai continuar presidente até o fim de seu mandato

Virgínia Martin - 21/01/2021 17h22 | atualizado em 21/01/2021 17h49

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Reprodução/Redes Sociais

No final da tarde desta quarta-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro declarou que “se Deus quiser”, ele irá continuar o mandato até 2022. Categórico, afirmou sua posição aos seus apoiadores, enquanto chegava ao Palácio da Alvorada.

Na ocasião, também declarou sobre a atual crise da saúde em Manaus (AM). Bolsonaro comunicou que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, já havia acionado a Força Aérea Brasileira (FAB) para prestar apoio ao estado amazonense e esteve presente acompanhando a situação por lá.

– Olha, tem o governo federal, os estaduais e [os] municipais. É compartilhado. Nós, aqui, fazemos tudo o que é possível. Quando é solicitado, nós atendemos.

O presidente ainda se manifestou a favor da candidatura de outas pessoas, que chamou de “gente boa”, para a próxima eleição presidencial. Mas que pretende continuar até o final de seu mandato.

– Se Deus quiser, vou continuar meu mandato; e, em 22, o pessoal [que] escolha. Tem muita gente boa para escolher, afirmou o presidente.

A declaração de Bolsonaro acontece em meio a pressões para um processo de impeachment contra ele, apoiadas pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). As pressões se baseiam na má administração de Bolsonaro durante a gestão da pandemia.

– Todo mundo me culpa; tudo sou eu. A gente lamenta. Realmente foi triste o que aconteceu lá, em Manaus, pessoas morrerem sem oxigênio.

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.