Leia também:
X No DF, mulher de 71 anos morre engasgada com um pirulito

Bolsonaro: “Querem decidir as coisas no tapetão no Brasil”

Presidente discursou para apoiadores em Santa Catarina

Pleno.News - 07/08/2021 14h10

Bolsonaro cumprindo agenda em Joinville (SC) Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro fez nova críticas ao sistema eleitoral brasileiro, durante transmissão nas redes sociais ao chegar para uma motociata com apoiadores em Florianópolis (SC), neste sábado (7).

– Querem no tapetão decidir as coisas no Brasil. Isso não pode ser dessa maneira. Democracia nasce do voto responsável e contabilizado – disse.

Bolsonaro quer a adoção do voto impresso auditável para as eleições de 2022, mas a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que muda o sistema de votação no Brasil foi derrotada na comissão especial por 23 a 11. No entanto, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (Progressistas-AL), anunciou que, a despeito da rejeição, decidiu levar para o plenário a discussão sobre o voto impresso.

A proposta que institui o voto impresso no Brasil deve ser votada no plenário da Câmara até a próxima quarta-feira (11). Para ser aprovado, o texto precisa de pelo menos 308 votos na Câmara e 49 no Senado, em duas votações em cada Casa. Lira já avisou a Bolsonaro que, se o texto for rejeitado, não aceitará ruptura institucional.

Na transmissão deste sábado, Bolsonaro disse que “reconhece o que está em risco com a política” e afirmou que os políticos precisam “ouvir a população”.

– Há preocupação por parte de muita gente com o destino da política do nosso país, com sua liberdade – afirmou.

O presidente ainda citou dificuldades enfrentadas, como a pandemia de Covid-19, a crise hidrológica e a geada que afetou a produção no campo, mas disse ter lealdade ao povo.

Na última terça-feira (3), Bolsonaro se tornou alvo de uma investigação instaurada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes a pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em razão das alegações sobre fraudes nas urnas eletrônicas.

A notícia-crime contra Bolsonaro foi apresentada ao STF na noite de segunda (2) pelo presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso.

Após essa live, Bolsonaro também se tornou alvo de inquérito administrativo no TSE, que vai apurar se o presidente praticou “abuso do poder econômico e político, uso indevido dos meios de comunicação, corrupção, fraude, condutas vedadas a agentes públicos e propaganda extemporânea”.

*Com informações da AE

Leia também1 Lula diz que nas eleições 2018 o 'golpe' foi de Bolsonaro
2 Jair Bolsonaro reúne multidão em motociata em Florianópolis
3 No Sul, Bolsonaro pede 'coragem de se posicionar nos momentos difíceis'
4 Deputado intimida vereadora na tribuna: 'Merecia tiro na cara'
5 Ministros do STF descartam risco de ruptura democrática

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.