Leia também:
X “É o meu candidato”, diz Cláudio Castro sobre Jair Bolsonaro

Bolsonaro quer saber quem aprovou vacina para crianças

Presidente disse que pediu os nomes dos responsáveis pela decisão da Anvisa

Henrique Gimenes - 16/12/2021 19h58 | atualizado em 17/12/2021 11h02

Presidente Jair Bolsonaro em sua live semanal Foto: Reprodução/Print da live de Jair Bolsonaro nas redes sociais

Nesta quinta-feira (16), durante live pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro comentou a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de aprovar da vacina contra a Covid-19 para crianças entre 5 e 11 anos de idade. Bolsonaro disse que pediu o nome das pessoas responsáveis pela decisão porque a população “tem o direito de saber”.

Pela decisão da Anvisa, menores de 12 anos deverão receber doses com apenas um terço da quantidade aplicada no restante do público. Para isso, a Pfizer deverá produzir frascos diferentes para diferenciar os grupos, sendo usada a cor laranja para crianças e a roxa para adolescentes e adultos. Além disso, a agência pediu que as crianças sejam monitoradas por cerca de 20 minutos após a aplicação do imunizante.

Ao comentar a decisão, Bolsonaro afirmou que não interfere na Anvisa.

– A Anvisa não está subordinada a mim. [Vou] Deixar bem claro isso. Não interfiro lá. Eu pedi, extraoficialmente, o nome das pessoas que aprovaram a vacina para crianças a partir de 5 anos. Nós queremos divulgar o nome dessas pessoas para que todo mundo tome conhecimento de quem são essas pessoas e, obviamente, formem o seu juízo – afirmou.

Bolsonaro também disse que os pais serão os responsáveis pela decisão de vacinar os filhos.

– Não sei se [foram] os diretores e o presidente [da Anvisa, Antonio Barra Torres] que chegaram a essa conclusão ou se foi o tal do corpo técnico. Mas, seja como for, você tem o direito de saber o nome das pessoas que aprovaram a vacina para o seu filho a partir de 5 anos. E você decida se compensa ou não – apontou

O presidente então disse que irá decidir com sua esposa, Michelle Bolsonaro, se a filha de 11 anos do casal, Laura, irá tomar a vacina.

– A responsabilidade é de cada um, mas agora mexe com as crianças. Quem é responsável por olhar pelas crianças é você, pai. Eu tenho uma filha de 11 anos de idade e vou estudar com minha esposa bastante isso aqui, para ver qual decisão iremos tomar – destacou.

Leia também1 Anvisa pede que crianças sigam em observação após vacina
2 Anvisa autoriza uso da vacina da Pfizer em crianças de 5 a 11 anos
3 Em voto, Barroso 'recua' e libera entrada de brasileiros sem passaporte da vacina
4 Líderes evangélicos comparecem à posse de André Mendonça
5 Oposição vai convocar Heleno para explicar sobre “Lexotan”

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.