Leia também:
X RJ: Conselho de Ética da Câmara decide pela cassação de Jairinho

Bolsonaro prevê fraudes em todos os cargos nas eleições 2022

Para ele, o 'perigo' vai além do cargo de presidente da República

Monique Mello - 28/06/2021 14h11 | atualizado em 28/06/2021 14h55

Bolsonaro defende fortemente o voto impresso auditável Foto: Alan Santos/PR

Em conversa com apoiadores na manhã desta segunda-feira (28), o presidente Jair Bolsonaro previu que fraudes na eleição de 2022 não ocorrerão apenas para o cargo de presidente da República, mas também para os cargos de governador, senador e deputado.

Bolsonaro deu a declaração logo após repetir a fala de que “tiraram” Lula da cadeia para torná-lo presidente.

– E a gente não muda o Brasil se não tiver um sistema eletrônico de votação confiável. Hoje em dia, tiraram o cara da cadeia, tornaram elegível para ser presidente na fraude, e fraude com esse sistema de votação que está aí. Então, você pode ver as articulações para que não haja voto impresso. Agora, fraude não vai ser só para presidente. Vai ser para governador, para senador, para deputado. É isso que vai acontecer – disse.

Sobre as provas de fraude eleitoral cobradas pelo STF e pelo TSE, o presidente pede que as provas de que não há fraude também sejam apresentadas.

– … Algumas autoridades querem que eu apresente provas de fraude. Eu peço que elas apresentem provas de que não há fraude. Alguns… engravatados, de fala mansa, [dizem que] nunca houve nada de concreto [para] que [se] pudesse acusar ou suspeitar de fraude…Se você apertar o botão 10 mil vezes, vai dar o mesmo resultado – disse.

Leia também1 Com cláusula de barreira, comunistas podem "ser extintos"
2 "Tiraram um vagabundo da cadeia e tornaram elegível"
3 Barroso elogia união de 11 partidos contra voto impresso
4 'Voto impresso não contribui para a democracia', diz Moraes
5 Renan Calheiros: ‘Fui vítima da PGR como Lula foi da Lava Jato’

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.