CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Adolescente morre ao usar celular ligado na tomada

Bolsonaro pede revogação de medida que tira áreas do MEI

Presidente vai submeter ao comitê do Simples Nacional um pedido que pretende anular a resolução

Paulo Moura - 07/12/2019 17h16 | atualizado em 07/12/2019 17h19

Presidente Bolsonaro determinou que resolução que retirava setores do MEI seja revogada Foto: PR/Carolina Antunes

O presidente Jair Bolsonaro informou na tarde deste sábado (7), que vai pedir a revogação de uma resolução do Comitê Gestor do Simples Nacional que retirava da categoria de Microempreendedor Individual (MEI), 26 ocupações e atividades que se beneficiam do programa que promove uma tributação menor aos atendidos.

A decisão foi divulgada pelo mandatário através das redes sociais, neste sábado, e consiste em tentar anular a resolução que foi publicada na sexta-feira (6), no Diário Oficial da União, e assinada por José Barroso Tostes Neto, presidente do Comitê Gestor do Simples Nacional.

– Determinei que seja enviada ao Comitê Gestor do Simples Nacional a proposta de revogação da resolução que aprova revisão de uma série de atividades do MEI e que resultou na exclusão de algumas atividades do regime – escreveu.

Segundo o chefe do executivo, o comitê é formado por quatro representantes da União (da Receita Federal), dois dos Estados e outros dois dos Municípios. Caso a proposta de revogação feita por Bolsonaro seja aceita pelo comitê, a medida, que passaria a valer no dia 1º de janeiro de 2020, nem começará a existir.

Leia também1 "Hoje temos um governo que adora a Deus", diz Bolsonaro
2 Damares expõe IstoÉ: "Show de preconceito religioso"
3 Bolsonaro ironiza ministro da Economia da Argentina

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo