Leia também:
X Doria derrotado: PSDB mantém Bruno Araújo na presidência

“Nenhum governante vai bancar herói se povo estiver armado”

Presidente diz que publicará três ou quatro novos decretos sobre armas

Pleno.News - 12/02/2021 16h01 | atualizado em 12/02/2021 17h43

Polícita armamentista foi uma das principais bandeiras de campanha de Jair Bolsonaro Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro, ao anunciar que publicará mais decretos relacionados a armas nesta sexta-feira (12), voltou a defender o armamento da população, sob o argumento de que nenhum governante vai querer dar uma de “herói” e “impor uma ditadura” caso o povo esteja armado.

– Devo publicar, quase certo, hoje, três ou quatro decretos sobre armas. Aí vão falar: “[Olha] ele aí falando em arma, em vez de falar de vírus. A vida continua, poxa – disse Bolsonaro.

De acordo com o mandatário, um dos decretos será referente às armas de airsoft. Atualmente o Exército controla todas as atividades referentes a esse tipo de arma, incluindo fabricação, utilização, importação, exportação, desembaraço alfandegário, tráfego e comércio. Segundo o presidente, “a partir do decreto de hoje, amanhã não vai ser mais… Vocês podem não dar valor a isso, mas tem gente que dá”.

Um dos argumentos usados pelo presidente na defesa do armamento foi a de proteção das mulheres. Ao ilustrar um caso no qual uma mulher poderia estar em perigo, o presidente perguntou: “Se chegar um pessoal pra cima de você, você prefere ter uma 380, uma 40, ou puxar da bolsa a lei do feminicídio?”

– Agora, quem não quer ter arma, não tenha. Bota uma faixa na sua casa: “aqui não tem arma, somos da paz”. Pronto, sem problema nenhum! Pessoal fala tem que desarmar o vagabundo. É impossível desarmar esses caras, pô (sic). Agora o pessoal de bem, para ter uma arma, é a maior dificuldade.

Segundo o presidente, a partir de hoje, as questões relacionadas ao tema serão tratadas por decreto: “Eu fiz tudo [o] que a lei permitia.”

*Estadão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.