Bolsonaro nega crise com PSL: “É briga de marido e mulher”

Presidente afirmou que sua relação com o partido está bem por enquanto

Pleno.News - 09/10/2019 18h53

Presidente Jair Bolsonaro nega crise com o PSL Foto: Carolina Antunes/PR

Após os recentes atritos com o PSL, Jair Bolsonaro negou que esteja em crise com o partido. Ao ser questionado por jornalistas na saída do Palácio do Planalto se iria continuar na legenda, o presidente disse que “por enquanto, tudo bem”. A informação foi dada pelo site O Antagonista.

– Não tem crise nenhuma, é briga de marido e mulher. O pessoal quer um partido diferente, atuante. Hoje, o partido está estagnado – afirmou.

Mais cedo, Bolsonaro deu uma entrevista ao mesmo site e disse que não pretendia deixar o PSL “de livre e espontânea vontade”. A declaração foi dada após o o presidente da sigla, deputado federal Luciano Bivar, dizer que Bolsonaro estava afastado do PSL.

A medida tomada por Bivar foi uma resposta a um recado dado pelo presidente a um apoiador na terça-feira (8). Na ocasião,ele disse para seu eleitor esquecer o partido e que Bivar estava “queimado pra caramba”.

Bolsonaro, no entanto, afirmou que as críticas foram construtivas.

– – Não integro a Executiva, só estou filiado ao partido, mais nada. Essas são as reclamações. Eu não quero esvaziar o partido. Quero que funcione. O PSL caiu do céu para muita gente, inclusive para o Bivar. O que faço é uma reclamação do bem. O partido tem que funcionar, tem que ter a verba distribuída, buscar solucionar os problemas nos diretórios. Todo partido tem problema. O presidente, o tesoureiro, eles têm que solucionar isso – destacou.

LEIA TAMBÉM+ 'Trocar de partido é só trocar de problema', avalia Janaina
+ Frota quer criar "força-tarefa" para derrubar Bolsonaro
+ Bolsonaro: Não quero mandar no partido, quero ajudar o país


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo