Bolsonaro: Não quero mandar no partido, quero ajudar o país

Mandatário pediu algumas mudanças aos parlamentares do PSL

Pleno.News - 09/10/2019 16h39

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Carolina Antunes/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, falou sobre o PSL em entrevista ao site O Antagonista e comentou sobre um movimento de refundação da legenda.

– Vários parlamentares discutiram ontem e hoje uma espécie de refundação do partido, um novo estatuto bem claro. Você deve me acompanhar. Eu não quero mandar no partido. Quero ajudar o Brasil – disse o presidente.

O mandatário ainda pediu aos parlamentares do PSL para deixarem “a vaidade de lado” e se comunicarem melhor.

– A bancada é coisa para burro. Tem que deixar a vaidade de lado, a arrogância, a petulância de alguns. É só anular isso daí. Não existe prazer maior que ver o meu partido votando coisa séria, todo mundo se comunicando, conversando. A gente quer o bem do país. Não podemos entrar numa linha de ser um partido que já tem alguns hábitos. Temos excelentes parlamentares, mas não é tanto os parlamentares, é a Executiva que tem que mostrar que é diferente – afirmou o mandatário.

Bolsonaro ainda pediu aos membros do partido para se organizarem melhor pensando na eleição municipal de 2020.

– A gente está bem politicamente. A gente pode fazer muitos prefeitos. Mas alguns da liderança não estão enxergando isso. Ficam olhando para o próprio umbigo. O partido pega um pouco mais de R$ 8 milhões por mês. Pelo que sei, posso estar equivocado, nem todos os diretórios recebem isso todo mês. Como fica para 2020 as eleições municipais? Alguns espertalhões queimam a largada. A tendência é não dar certo – declarou o presidente.

LEIA TAMBÉM+ Salles diz que petróleo no NE deve ter vindo da Venezuela
+ Kátia Abreu pede que Deltan saia do comando da Lava Jato
+ Witzel diz que apoia pacote anticrime, mas com ressalvas


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo