Leia também:
X Justiça do Rio mantém prisão de filha roubou a própria mãe

Bolsonaro minimiza operação do FBI contra Trump

"Presidentes têm informações privilegiadas", disse Bolsonaro. FBI buscava documentos confidenciais

Gabriel Mansur - 13/08/2022 15h18 | atualizado em 13/08/2022 15h19

Bolsonaro minimizou operação contra Trump Foto: Fotos: Alan Santos

O presidente Jair Bolsonaro se pronunciou pela primeira vez sobre a operação do FBI na mansão de Donald Trump, em Mar-a-Lago, na Flórida. O republicano é investigado por possível violação da Lei de Espionagem.

Para o candidato à reeleição, o fato de Trump ter sido presidente o capacita para ter “informações privelegiadas”. Ele ainda afirma que não é necessário ter “papéis” para isso. A declaração foi dada neste sábado (13), durante uma entrevista ao canal do Youtube Cara a Tapa, do jornalista Rica Perrone.

– Tenho liberdade de conversar com Trump, mas não liguei para ele. Teve uma busca e apreensão, essa? Foram buscar papéis lá, secretos, sigilosos, que teria, que teria sido guardado com ele. Agora, um presidente, você não precisa de papéis, eu tenho informações privilegiadas, vão fazer o que? Vão me prender agora? – argumentou Bolsonaro

O mandado de busca do FBI indica que o ex-presidente republicano está sob investigação por possíveis violações de três leis americanas. A primeira é a Lei de Espionagem, que torna ilegal reter sem autorização informação de segurança nacional que poderia prejudicar os EUA ou auxiliar um adversário estrangeiro.

A segunda é um estatuto associado à remoção ilegal de materiais governamentais. Já a terceira é uma lei federal que torna crime destruir ou esconder um documento para obstruir uma investigação do governo.

Leia também1 "Cara a Tapa" com Bolsonaro atinge 450 mil espectadores
2 Bolsonaro revela que não achou colete dele no dia da facada
3 Bolsonaro conversa com Rica Perrone, no podcast Cara a Tapa
4 Com fake news sobre Bolsonaro, Felipe Neto ataca Gloria Perez
5 Trump relata "mansão invadida" pelo FBI: "Arrombaram cofre"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.