Leia também:
X Butantan começa a produzir 8,6 milhões de doses da CoronaVac

Bolsonaro ironiza professora que criticou ‘perseguição a pedófilos’

Comentário foi feito por Débora Diniz em críticas ao governo

Henrique Gimenes - 06/02/2021 18h36 | atualizado em 08/02/2021 10h50

Débora Diniz Foto: Reprodução

A antropóloga Débora Diniz, professora da Universidade de Brasília (UnB), foi criticada nas redes sociais após denunciar uma “perseguição a pedófilos” como uma das pautas prioritárias do governo federal no Congresso. Em suas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro também ironizou a publicação.

O comentário foi feito em sua conta do Instagram nesta quinta-feira (4), quando criticou o governo Bolsonaro. A declaração gerou questionamentos de usuários da rede social.

– A pauta prioritária de Bolsonaro no Congresso Nacional tem de arma em casa e na rua para mais gente; crianças em ensino domiciliar; perseguição a pedófilos; vantagens para agronegócios até perseguição aos povos indígenas. A perversidade parece complexa, mas não é. Segue a mesma lógica paranóica [sic] do patriarca que amplifica o medo para justificar a truculência. Por isso armas e pedófilos estão na mesma agenda: o patriarca espalha o pânico para justificar seu abuso de poder. Inclusive de ser ele mesmo um violentador sexual de crianças ou mulheres – escreveu.

Após a publicação, Bolsonaro respondeu com um “joinha” em suas redes sociais.

Leia também1 STF: Moraes suspende ações de demarcação de terras indígenas
2 Prefeito do PT chama Bolsonaro de autista: 'Não tem sentimento'
3 Boulos discorda de 'escolha' de Lula para a presidência em 2022
4 Gilmar sugere que o judiciário também governa o país
5 "As pessoas estavam cansadas das mentiras da esquerda"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.