Leia também:
X Manaus completa um mês de volta às aulas com restrições

Bolsonaro envia mensagem a entregador vítima de racismo

“Meus votos de solidariedade e sucesso ao entregador Matheus”, destacou o presidente

Ana Luiza Menezes - 07/08/2020 20h51 | atualizado em 07/08/2020 21h38

Presidente Jair Bolsonaro Foto: PR/José Dias

Na noite desta sexta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais para condenar o caso de racismo praticado pelo morador de um condomínio da cidade de Valinhos, São Paulo, contra um entregador. Ele também expressou solidariedade ao motoboy.

– Que a indignação dos brasileiros sirva de lição para que atos como esse não se repitam. Todos somos iguais! Embora alguns trabalhem para nos dividir, somos um só povo! Meus votos de solidariedade e sucesso ao entregador Matheus, bem como a toda sua família. Deus os abençoe! A miscigenação é uma marca do Brasil. Ninguém é melhor do que ninguém por conta de sua cor, crença, classe social ou opção sexual – declarou.

O vídeo que mostra o episódio de preconceito se espalhou pelas redes sociais, nesta sexta, e causou repulsa e indignação em quem o assistiu. Matheus Pires foi discriminado por um morador de um condomínio de casas por causa de sua condição financeira e pela cor de sua pele.

As imagens foram gravadas no dia 31 de julho. No vídeo, o entregador é chamado pelo morador de “lixo”, de “semianalfabeto”. Além disso, o agressor afirmou que o motoboy tinha inveja do condomínio e da cor de sua pele.

Um ponto que chamou a atenção de usuários de redes sociais, foi o fato de o entregador ter mantido a calma ao responder ao morador.

Leia também1 Homem faz ataques racistas a entregador em condomínio
2 Manaus completa um mês de volta às aulas com restrições
3 Bolsonaro é aclamado pelo povo ao visitar cidade em SP
4 Contra Covid, prefeito gastará R$ 50 mil em ozônio retal
5 João Doria se solidariza com secretário preso pela Lava Jato

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.