CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X “O Brasil não pode parar”, diz nova campanha do governo

“Bolsonaro é nossa última chance para salvar o Brasil”

Abraham Weintraub criticou a mídia por usar o coronavírus como pretexto para destruir a liberdade do brasileiro

Rafael Ramos - 27/03/2020 12h39 | atualizado em 27/03/2020 13h40

Weintraub enalteceu a importância de Bolsonaro para o Brasil Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro da Educação Abraham Weintraub comentou pelo Twitter, nesta sexta-feira (27), que “fez uma coisa feia” ao assistir o Jornal Nacional, da Rede Globo. Weintraub disse que ficou com medo e acusou a emissora de usar o coronavírus como pretexto para destruir a liberdade do brasileiro.

– Nunca mais sua empresa, sua profissão, sua casa, sua família serão suas, como antes. Querem transformar a classe média em dependentes do Bolsa Família. Aí já era. O Brasil terá monopolistas, tigrada e miseráveis. Entre morrer livre ou viver escravo, a escolha é clara. O discurso vem suave, sobe o tom e quando percebermos, já era – disse o ministro em relação à forma como a mídia vem apresentando a questão da Covid-19.

Abraham Weintraub ainda disse que “a pior escravidão é a servidão mental”. Ele reforçou que é preciso pensar na saúde e que o presidente “talvez seja nossa última chance de salvarmos o Brasil e nossas famílias”.

Leia também1 "O Brasil não pode parar", diz nova campanha do governo
2 Covid-19: Ministério da Saúde tira dúvidas no WhatsApp
3 Bolsonaro diz que governos pagarão encargos trabalhistas

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo