Leia também:
X Exército cancela registro de atirador dado a membro do PCC

Bolsonaro diz que “nenhum abortista será indicado ao STF”

Presidente marca presença na Marcha para Jesus no Espírito Santo

Monique Mello - 23/07/2022 14h13 | atualizado em 25/07/2022 12h22

Presidente Jair Bolsonaro no Espírito Santo Foto: Reprodução/Vídeo Facebook Jair Bolsonaro

No Espírito Santo pela segunda vez em seu mandato, o presidente Jair Bolsonaro (PL) esteve na Marcha para Jesus que acontece na capital Vitória, neste sábado (23). Em seu discurso, o chefe do Executivo reforçou seu posicionamento conservador, repudiando a descriminalização ao aborto.

– A Suprema Corte brasileira – que vocês conhecem muito bem –, entendo eu que, pelo menos, metade mais um está favorável ao aborto, mas acha que não tem clima no momento de tratar esse assunto. E quem, porventura, chegar à Presidência em janeiro do ano que vem colocará em 2023 mais dois ministros no Supremo Tribunal Federal – disse.

Bolsonaro garantiu que, caso reeleito, não indicará nenhum “abortista” ao STF.

– Se for eu, se essa for uma missão repetida de Deus, pode ter certeza: nenhum abortista será colocado dentro do Supremo Tribunal Federal – declarou.

O presidente foi recebido no Aeroporto de Vitória pelo pré-candidato a governador Carlos Manato (PL) e o pré-candidato a senador Magno Malta (PL). A Marcha para Jesus de Vitória está sob a organização do pastor Romerito Oliveira da Encarnação, presidente estadual do Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política (Fenasp/ES).

Leia também1 Moraes manda e PF prende homem que falou em pendurar ministros do STF "de cabeça para baixo"
2 Personal ironizou Moraes antes de prisão: “Está com medo, né?”
3 YouTube mantém live de Jair Bolsonaro no ar e cita liberdade
4 Exército repudia notícia do G1 sobre militares: "Fake News"
5 Exército cancela registro de atirador dado a membro do PCC

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.