Leia também:
X Após STF barrar, Maia diz que não queria disputar reeleição

Bolsonaro diz estar negociando voto impresso com o Congresso

Fala aconteceu um dia após manifestação sobre a pauta em Brasília

Thamirys Andrade - 07/12/2020 16h01 | atualizado em 07/12/2020 16h10

Tema é uma das bandeiras do governo de Jair Bolsonaro Foto: PR/Alan Santos

Após manifestantes pró-governo realizarem ato em Brasília no domingo (6) pela impressão do voto, o presidente Jair Bolsonaro afirmou estar conversando com lideranças no Congresso sobre a pauta. A fala aconteceu nesta segunda-feira (7), direcionada a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

– Já estou conversando com lideranças no Parlamento. Quem decide o voto impresso somos nós, o Executivo, e o Parlamento. Ponto final. E, acima de nós, o povo, que quer o voto impresso – afirmou.

Se antes o assunto era abordado pelo presidente ocasionalmente, sem indícios de medidas a serem tomadas, desde o segundo turno das eleições municipais em novembro, Bolsonaro fez do tema uma das bandeiras de seu governo.

– Podemos continuar votando e não tendo a certeza se aquele voto foi ou não para aquela pessoa. E deixar bem claro, o voto impresso, ninguém bota a mão no papel, fica atrás do visor. Ele concorda depois de seu voto ser imprimido (SIC) e cai dentro da urna. Qualquer delegado de partido pode pedir recontagem naquela área e você vai ter a comprovação do voto eletrônico no papel, é pedir muito? – questionou após o pleito de 29 de novembro.

Uma proposta de emenda à Constituição (PEC) elaborada pela deputada Bia Kicis (PSL-DF) sobre o tema tramita no Congresso. O projeto exige a impressão de cédulas em papel nas votações e apurações de plebiscitos e referendos no Brasil. As cédulas serviriam como comprovação de voto para o eleitor, e sem contato manual, seriam automaticamente depositadas em urnas para fins de checagem. A proposta passou pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e aguarda formação de comissão especial para estudar o conteúdo.

Leia também1 Após STF barrar, Maia diz que não queria disputar reeleição
2 Mourão: "Se a Huawei não puder fornecer 5G, vai sair mais caro"
3 Moraes decide que Bolsonaro não pode desistir de depor à PF
4 Com fim do auxílio emergencial, governo ampliará Bolsa Família
5 Veja como votou o STF sobre a reeleição de Maia e Alcolumbre

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.