Leia também:
X Frias detona “oportunismo” de Doria sobre a Cinemateca

Bolsonaro declara que não aceitará intimidações do TSE

Tribunal pediu ao STF que o presidente seja investigado no inquérito das fake news

Pierre Borges - 03/08/2021 15h45 | atualizado em 03/08/2021 16h04

Presidente Jair Bolsonaro Foto: PR/Anderson Riedel

Um dia após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido para que o presidente Jair Bolsonaro seja investigado no inquérito das fake news, Bolsonaro afirmou que não aceitará ser intimidado.

– Não aceitarei intimidações. Vou continuar exercendo meu direito, de cidadão, de liberdade de expressão, de crítica, de ouvir [o povo] e atender, acima de tudo, à vontade popular – declarou o presidente.

Bolsonaro ainda deixou claro que sua briga não é contra nenhuma instituição de Estado, mas exclusivamente contra o ministro Luís Roberto Barroso, a quem acusou de tentar “impor a sua vontade”.

– O ministro Barroso presta um desserviço à nação brasileira, cooptando gente de dentro do Supremo, querendo trazer para si, ou de dentro do TSE, como se fosse uma briga minha contra o TSE ou contra o Supremo. [A briga] não é contra o TSE nem contra o Supremo. É contra um ministro do Supremo, que é também presidente do TSE, querendo impor a sua vontade – afirmou.

O presidente da República também voltou a defender o voto impresso auditável e disse que “querer dizer à população que essa urna eletrônica é inviolável, é confiável, é abusar da inteligência de todos nós”.

Leia também1 Ex-caseiro confirma maus-tratos de esposa a Cid Moreira
2 Frias detona "oportunismo" de Doria sobre a Cinemateca
3 Voto auditável é preocupação legítima, dispara Nunes Marques
4 PF investiga se Renan recebeu parte de propina de R$ 4 milhões
5 'Deputada nazista': Aziz repudia reunião de Bolsonaro com alemã

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.