Leia também:
X Deputado critica a esquerda por ser a favor de banheiros unissex

Bolsonaro cumpre promessa de ‘terrivelmente evangélico’

Ao comentar a aprovação, André Mendonça disse que será "um salto para os evangélicos"

Henrique Gimenes - 01/12/2021 20h46 | atualizado em 02/12/2021 13h06

André Mendonça foi indicado ao STF pelo presidente Jair Bolsonaro Foto: Isac Nóbrega/PR

O plenário do Senado aprovou o nome de André Mendonça para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (1º). O placar final ficou em 47 votos a favor e 32 votos contrários.

Com a aprovação, o presidente Jair Bolsonaro cumpriu sua “promessa” de indicar um nome “terrivelmente evangélico” para Corte.

Ao falar sobre a aprovação, Mendonça afirmou que foi um “salto para os evangélicos”.

– A primeira reação foi dar glórias a Deus por essa vitória. É um passo para um homem, mas, na história dos evangélicos do Brasil, é um salto. Um passo para o homem, um salto para os evangélicos – destacou André Mendonça.

Ex-advogado-geral da União, Mendonça foi indicado por Bolsonaro em julho para ocupar a vaga deixada pelo ministro Marco Aurélio de Mello no STF.

Leia também1 Pastor Silas Malafaia alfineta Davi Alcolumbre: “Se ferrou”
2 Por 47 votos a 32, Senado aprova Mendonça como ministro do STF
3 Aziz a Mendonça: "Disse o que a esquerda queria ouvir"
4 Deputadas do PT pedem votos para Mendonça no Senado
5 Mendonça 'acatará' casamento civil de pessoas do mesmo sexo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.