Leia também:
X Renan ironiza Dallagnol após condenação no TCU: “Ficha suja”

Bolsonaro critica plano de Lula para regular produção agrícola

"O que é isso? Desestímulo. É o Estado interferindo, Estado dificultando", avalia o presidente da República

Gabriel Mansur - 09/08/2022 16h33 | atualizado em 09/08/2022 17h47

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou uma das propostas inclusas no plano de governo de seu principal adversário na disputa pelo Palácio do Planalto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O projeto que incomodou o pré-candidato à reeleição refere-se a regulação da produção agrícola.

Para o chefe do Executivo, o programa serve como “desestímulo” e, ainda em sua palavras, dá aval para o “estado interferir e dificultar” a produção. A declaração do mandatário ocorreu durante a solenidade de abertura do Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura (Siavs), nesta terça-feira (9), em São Paulo.

– Ninguém quer uma regulação da produção agrícola. Ele falou o milagre, mas não falou o santo. Eu não vou falar o nome aqui para evitar alguém dizer que eu estou fazendo política, mas, além da regulação da mídia, uma outra pessoa quer a regulação da produção agrícola. O que é isso? Desestímulo. É o Estado interferindo, Estado dificultando – declarou.

A proposta, estabelecida no programa de governo apresentado pelo petista ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), consta na seção relativa ao desenvolvimento econômico e à sustentabilidade socioambiental e climática. O trecho não constava no documento divulgado em junho pela equipe de campanha do PT, nem detalha sobre como seria possível regular essa produção.

– É imprescindível agregar valor à produção agrícola, com regulação e constituição de uma agroindústria de primeira linha, de alta competitividade mundial, e fortalecer a produção nacional de insumos, máquinas e implementos agrícolas, fomentando o desenvolvimento do complexo agroindustrial – relata o documento.

No evento com agricultores nesta terça, Bolsonaro afirmou que seu governo vai em outra direção, isto é, não pretende interferir.

– Nós somos pelo livre mercado, nós não queremos cobrar mais nada de vocês. Nós, governo, só temos a agradecer o trabalho de vocês – finalizou.

Leia também1 Lula critica benefícios sociais do governo e diz estar preocupado
2 Bolsonaro agradece a Michelle: "Me ajuda a vencer desafios"
3 Michelle sobre Lula tomando banho de pipoca: "Isso pode, né?"
4 Bolsonaro sobre Lula-Alckmin: "Marcola e Beira-Mar se unindo"
5 Bolsonaro no Flow tem o dobro da audiência de Lula no Podpah

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.