Leia também:
X Lacombe, Sikêra Jr e Carvalho visitam sede da Havan em SC

Bolsonaro critica ‘má-fé’ da imprensa: “Zero de corrupção”

Em sua live semanal, presidente rechaçou associação entre senador Chico Rodrigues e seu governo

Henrique Gimenes - 15/10/2020 19h56 | atualizado em 16/10/2020 14h35

Presidente Jair Bolsonaro em sua live semanal Foto: Reprodução

Em sua tradicional live de quintas-feiras, o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar que não há nenhum caso de corrupção em seu governo e criticou “a má-fé da imprensa”. Nesta quinta-feira (15), ele comentou o episódio envolvendo o senador Chico Rodrigues, que foi flagrado pela Polícia Federal (PF) com dinheiro escondido na cueca.

O parlamentar era vice-líder do governo no Senado, mas acabou deixando o cargo após o episódio.

Ao comentar o episódio, Bolsonaro afirmou que relacionar esse episódio com sua gestão tem por objetivo desgastar o governo.

– Em meu governo não tem corrupção. Até o momento, zero. Agora, a má-fé da imprensa e de alguns internautas, a gente sabe que o objetivo é sempre tentar o desgaste, [mas intenção dos críticos é dizer] que eu disse que não tem mais corrupção no Brasil. Ninguém falou no Brasil, eu falei no meu governo. E o que é o meu governo, os ministros. No caso os 23 ministros – apontou.

O presidente então afirmou que podem surgir casos de corrupção em algum setor devido à dificuldade de se administrar.

– O que era comum no passado acontecer? Corrupção no Ministério dos Transportes era comum. No Ministério da Saúde era muito comum também. No Ministério do Desenvolvimento Regional também. Pode estar havendo corrupção em algum setor? Pode, porque não é fácil administrar – destacou.

Ele então deu como exemplo o Ministério do Desenvolvimento Regional, que cuida de milhares de obras.

– Por exemplo, o [ministro] Rogério Marinho tem 20 mil obras em execução. Como ele vai tomar conta dessas 20 mil obras? Ele faz em cima do critério da confiança. Pede apoio da Controladoria-Geral da União, que tem um trabalho excepcional no combate à corrupção – ressaltou.

Por fim, Bolsonaro retornou ao episódio do senador e criticou a tentativa de parte de imprensa de querer vincular o episódio ao governo.

– Quando eu falo que não tem corrupção no governo, não tem. O que é governo? São os meus ministros. Se tiver algo errado em um Ministério meu, a investigação vai acontecer (…) Alguns querem dizer que o caso de Roraima tem a ver com meu governo porque ele é meu vice-líder. Olha, eu tenho o total de 18 vice-líderes no Congresso (…) Esse senador é uma pessoa que gozava do prestígio e carinho de quase todos. E eu nunca vi ninguém falar nada contra ele. Aconteceu esse caso? Lamento. Hoje ele foi afastado da vice-liderança. Agora, querer vincular o fato dele ser vice-líder a ter corrupção no governo não tem nada a ver – afirmou.

Leia também1 Governo Bolsonaro remove Chico Rodrigues de cargo no Senado
2 Delegado sobre dinheiro achado em cueca: “Grande volume”
3 Senadores irão acionar Conselho de Ética contra Chico Rodrigues
4 Zambelli sobre Bolsonaro: "Tolerância zero com a corrupção"
5 Barroso determina afastamento de Chico Rodrigues por 90 dias

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.