Leia também:
X Padrasto agride garoto durante aula online, e câmera registra

Bolsonaro critica ‘abre e fecha’ do comércio e diz não temer CPI

Presidente e ministros tiveram reunião virtual com representantes da indústria e do comércio

Pleno.News - 20/04/2021 18h17 | atualizado em 20/04/2021 19h07

Presidente Jair Bolsonaro e ministros em reunião virtual com representantes da indústria e do comércio Foto: PR/Marcos Corrêa

O presidente Jair Bolsonaro convocou dez ministros, nesta terça-feira (20), para a sua primeira reunião do ano com empresários do Diálogos pelo Brasil, grupo criado pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, para mediar a relação do setor com o governo federal.

No último dia 7, Bolsonaro participou de um jantar em São Paulo com cerca de 20 empresários na casa do empresário Washington Cinel, dono da empresa de segurança Gocil.

O evento desta terça-feira foi realizado por videoconferência e contou com a presença de 40 grandes empresários e executivos do país. Entre eles estavam Abílio Diniz (Península), André Bier Gerdau Johannpeter (Gerdau), André Esteves (BTG Pactual), Wesley Batista Filho (JBS), Rubens Ometto (Cosan) e Luiz Carlos Trabuco (Bradesco).

Segundo relatos de participantes, em sua fala o presidente fez uma crítica indireta aos governadores ao reclamar do “abre e fecha” do comércio, elogiou o ministro da Economia, Paulo Guedes, e disse que “não teme” a CPI da Covid no Senado.

Bolsonaro também exaltou as ações do governo federal contra a pandemia após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, dizer que cerca de 900 mil kits para intubação de pacientes graves com Covid-19 chegarão ainda esta semana ao país, importados da Espanha.

Todos os ministros presentes fizeram uma pequena apresentação sobre suas pastas, e Skaf foi o único a falar em nome dos empresários. O presidente da Fiesp apresentou uma lista com três “demandas” do setor, combinadas previamente em um grupo de WhatsApp: ampliação e aceleração da vacinação, reforma administrativa e um bom ambiente econômico.

Também participaram do encontro virtual o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, o ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, e o secretário de Assuntos Estratégicos, almirante Flávio Rocha.

*Estadão

Leia também1 Correios: Câmara aprova pedido de urgência para privatização
2 'Só professor não quer trabalhar na pandemia', diz Ricardo Barros
3 Justiça do Rio derruba decretos da prefeitura: "Abuso de poder"
4 Câmara aprova urgência para projeto que revoga LSN
5 Conselho elogia combate à criminalidade no Brasil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.