Leia também:
X Bolsonaro estampa outdoor sobre defesa da cloroquina

Bolsonaro cria centro contra ‘ameaças à segurança’ no país

Nova unidade faz parte da Agência Brasileira de Inteligência

Henrique Gimenes - 06/08/2020 14h41 | atualizado em 06/08/2020 14h53

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Agência Brasil/José Cruz

Com o objetivo de enfrentar “ameaças à segurança e à estabilidade do Estado e da sociedade”, o presidente Jair Bolsonaro decidiu fazer modificações na Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Ele criou uma nova unidade dentro do órgão, chamada de Centro de Inteligência Nacional.

O centro irá trabalhar no planejamento e na execução das atividades de enfrentamento às ameaças e ainda terá o objetivo de implementar a “produção de inteligência corrente e a coleta estruturada de dados”.

A nova unidade também ficará responsável por assessorar órgãos relacionados a políticas de segurança pública e por identificar ameaças decorrentes de atividades criminosas. Além disso, também realizará pesquisas de segurança para credenciamento e análise de integridade corporativa.

A criação do Centro de Inteligência Nacional faz parte de um decreto publicado pelo governo na sexta-feira (31) e deve entrar em vigor no dia 17 de agosto. O texto foi assinado por Bolsonaro e pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno.

De acordo com o GSI, a medida tem por objetivo “aumentar eficiência e eficácia da ação administrativa, com condições mais favoráveis para o desenvolvimento do órgão”.

O decreto pode ser visto aqui.

Leia também1 Aprovação de Bolsonaro sobe 5% em um mês, diz pesquisa
2 Bolsonaro valida lei de socorro ao setor aéreo brasileiro
3 Pastor critica música que ataca apoiadores de Bolsonaro
4 Bolsonaro sanciona lei que facilita negociação de dívidas
5 Marcelinho Carioca elogia Bolsonaro: "Cara maravilhoso"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.