Leia também:
X Dinheiro com Chico Rodrigues pagaria empregados, diz defesa

Bolsonaro comenta suposta fala de Mandetta sobre “trezoitão”

Presidente afirmou que declaração, caso seja verdade, vai contra juramento de médico feito pelo ex-ministro

Pleno.News - 19/10/2020 13h27 | atualizado em 19/10/2020 14h03

Presidente Jair Bolsonaro Foto: PR/Carolina Antunes

O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta segunda-feira (19) a suposta declaração do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta sobre querer usar um “trezoitão”, em referência a uma arma de calibre .38, contra os filhos do chefe do Executivo. Bolsonaro afirmou que, caso a fala fosse verdadeira, Mandetta estaria “negando tudo que ele estudou, inclusive o seu juramento quando se formou”.

– Vou procurar saber, ouvi dizer isso aí. Quero emprestado o livro de alguém porque eu não vou comprar um livro desse cara, de jeito nenhum. Se for verdade, o cara está negando tudo que ele estudou, inclusive o seu juramento quando se formou. Vontade de atirar em mim, é isso mesmo? Ou nos meus filhos? – disse Bolsonaro nesta manhã a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

A frase atribuída ao ex-ministro, contudo, não consta do seu livro lançado em setembro, mas na verdade consta no livro de Ugo Braga, ex-diretor de Comunicação do Ministério da Saúde que atuou na gestão de Mandetta. As informações são da colunista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo.

No livro de Braga, que deve ser lançado em 10 de novembro, Mandetta teria dito que “o presidente é bom, é bem-intencionado. O problema são aqueles filhos dele, que ficam o dia inteiro xingando nas redes sociais (…) Minha vontade é pegar um trezoitão e cravar neles. Pelo menos passava a minha raiva”. A fala teria ocorrido em 15 de abril, um dia antes do então ministro ser exonerado.

Segundo a coluna de Mônica Bergamo da última sexta-feira (16), o ex-ministro disse que não se lembra da fala e que não estava preocupado com os filhos do presidente durante o enfrentamento da pandemia. Hoje, quando questionado por apoiadores sobre a suposta declaração, o chefe do Executivo ressaltou que não tinha conhecimento do assunto.

– Quero deixar claro que não vi o livro, ouvi dizer esse negócio que você perguntou. Eu não acredito que esteja escrito isso lá – completou Bolsonaro.

*Estadão

Leia também1 Mandetta quis atirar em filhos de Bolsonaro, diz ex-assessor
2 "Próximo passo é a reforma administrativa", diz Bolsonaro
3 Bolsonaro reafirma que vacina da Covid-19 não será obrigatória
4 Bolsonaro visita a neta Geórgia, filha de Eduardo e Heloisa
5 Bolsonaro faz visita surpresa e "inaugura" salão de beleza em SP

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.