Leia também:
X Ciro volta a chamar Fernando Holiday de “capitão do mato”

Bolsonaro comenta denúncia que gerou “Estadão Mentiu”

Para o presidente, intenção é derrubar o governo com chantagens, desinformações e vazamentos

Henrique Gimenes - 10/03/2019 21h59 | atualizado em 11/03/2019 11h36

Jair Bolsonaro diz que intenção é derrubar o governo com chantagens Foto: Reprodução

Na noite deste domingo (10), o presidente Jair Bolsonaro se pronunciou sobre o episódio envolvendo uma repórter do jornal O Estado de S. Paulo. Em suas redes sociais, ele publicou áudios de uma conversa em que a repórter Constança Rezende supostamente falaria que o intuito de reportagens sobre o senador Flávio Bolsonaro e o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) seria para arruiná-lo.

– Constança Rezende, do “O Estado de SP” diz querer arruinar a vida de Flávio Bolsonaro e buscar o Impeachment do Presidente Jair Bolsonaro. Ela é filha de Chico Otavio, profissional do “O Globo”. Querem derrubar o governo com chantagens, desinformações e vazamentos – escreveu.

O episódio em questão trata do ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, cujo nome aparece em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) após ter realizado operações suspeitas. O próprio parlamentar também aparece em outro documento do órgão.

A matéria que fez a hashtag bombar foi publicada por um jornalista francês, Jawad Rashid, em seu blog pessoal. As gravações apresentam trechos de uma entrevista em que a repórter diz que o relatório do Coaf pode comprometer o presidente Jair Bolsonaro, que ela possui documentos não públicos do próprio conselho e que o caso só começou a ser investigado após as eleições.

Ao final de seu post, o repórter afirma que “a conversa gravada com a jornalista Constança Rezende revelou a verdadeira motivação por trás da cobertura negativa da mídia, que era “arruinar” o presidente Jair Bolsonaro. Revela que eles não estão interessados ​​nos fatos, mas simplesmente em usar histórias negativas, muitas vezes inventadas, sobre a família do presidente Bolsonaro que foi eleito democraticamente”.

A denúncia fez a hashtag “Estadão Mentiu (#EstadaoMentiu)” chegar ao topo do Twitter e o próprio jornal decidiu responder. De acordo com a publicação, a “conversa, em inglês, tem frases truncadas e com pausas” e que “a repórter avalia que ‘o caso pode comprometer’ e ‘está arruinando Bolsonaro’, mas não relaciona seu trabalho a nenhuma intenção nesse sentido”.

A publicação diz ainda que o “autor da primeira reportagem (sobre o Coaf) foi Fábio Serapião, também do Estado” e não Constança Rezende.

Leia também1 Usuários levam "Estadão Mentiu" ao topo do Twitter
2 "Zé de Abreu na cadeia" bomba e chega ao topo do Twitter

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.