Leia também:
X Chuvas em MG deixam aos menos 24 mortos e 24 mil desalojados

Bolsonaro cobra ‘antídoto’ da Anvisa para efeitos colaterais da vacina para crianças

A declaração dele ocorreu durante entrevista ao site Gazeta Brasil

Henrique Gimenes - 12/01/2022 16h30 | atualizado em 12/01/2022 17h14

Presidente Jair Bolsonaro Fotos: Isac Nóbrega/PR

Nesta quarta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro voltou a disparar críticas contra a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em entrevista ao site Gazeta Brasil, Bolsonaro afirmou que a agência não apresentou um antídoto para potenciais efeitos colaterais da vacina contra a Covid-19 destinada a crianças entre 5 a 11 anos.

A imunização de crianças contra a doença foi autorizada pela Anvisa em dezembro. A vacina anticovid da Pfizer a ser aplicada será diferente da utilizada em adultos e adolescentes. De acordo Anvisa, menores de 12 anos deverão receber doses com apenas um terço da quantidade aplicada no restante do público.

Durante a entrevista nesta quarta, Bolsonaro voltou a mostrar preocupação com as crianças.

– A Anvisa não disse qual o antídoto para possíveis efeitos colaterais. Por que eu falo possíveis? Alguns já existem por aí. Você não comprovou, mas já existem – apontou.

O presidente também afirmou que o número de mortes de crianças por Covid-19 no país não justifica a imunização deste público.

– Trezentas e poucas crianças [mortas]. Lamento cada morte, ainda mais de criança. A gente sente muito. Mas [isto] não justifica a vacinação [de crianças] pelos efeitos colaterais adversos [da vacina] – destacou.

Leia também1 'Bolsonaro nunca defendeu o combate à corrupção', diz Moro
2 Eduardo rebate venezuelano que criticou Jair Bolsonaro
3 Bolsonaro relembra Battisti: 'De terrorismo o Barroso entende'
4 Malafaia desafia jornal: 'Quando vão pedir cancelamento do carnaval?'
5 Bolsonaro: Jantar de Alckmin e Lula parecia saidão de cadeia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.